Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Rio Grande do Sul FENÔMENOS METEOROLÓGICOS

Entenda a diferença entre ciclone, furacão, tufão e tornado

Meteorologista Vagner Anabor, que também é professor dos cursos pós-graduação em Meteorologia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), explica esses fenômenos

Por Kassiane Michel
Publicado em: 18.05.2022 às 11:42 Última atualização: 18.05.2022 às 11:42

A classificação de um fenômeno meteorológico depende de um conjunto de fatores. No Rio Grande do Sul, por exemplo, especialistas definiram como ciclone a condição climática que impactou o Estado. Mas, afinal, qual a diferença entre ciclone, furacão, tufão e tornado? O meteorologista Vagner Anabor, que também é professor dos cursos pós-graduação em Meteorologia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), explica o que muda de um fenômeno para outro.

Entenda a diferença entre ciclone, furacão, tufão e tornado
Entenda a diferença entre ciclone, furacão, tufão e tornado Foto: Freepik
LEIA MAIS
Rajadas de vento que anunciam a chegada do ciclone agitam as águas do litoral norte
Como foi a chegada do ciclone à região sul do Estado
'É muito sério o cenário para entre terça e quarta no RS', alerta meteorologista com 40 anos de experiência

Ciclone

De acordo com Anabor, “as tempestades tropicais vão intensificando”. Ele explica que um ciclone extratropical possui maior extensão, de cerca de 1 quilômetro, e tem ventos menos intensos. Esse primeiro estágio, pode evoluir para um fenômeno mais forte, tornando-se um ciclone subtropical, depois pode virar um ciclone tropical e, em seu estágio mais intenso, um furacão.

“Na nossa região os fenômenos mais comuns são os extratropicais”, afirma Anabor. Apesar da intensidade do Yakecan, o professor relata que “os ciclones extratropicais não são tão vilões. Eles são os responsáveis pelo regime de chuva” da região Sul do Brasil. Dessa forma,eles ajudam o Sul do país a ter uma boa distribuição da precipitação.

Furacão

O termo “furacão”, segundo o meteorologista, é usado para as tempestades tropicais com mais força que acontecem nas costas dos oceanos Atlântico e Pacífico. Chamado de “tufão” no continente asiático, o fenômeno é o mesmo conhecido como “furacão” nos Estados Unidos e na América Latina. Dessa forma, dependendo da localização geográfica ele pode receber diferentes nomes.

Tornado

Já os tornados, são os fenômenos mais fortes, com intensidade superior a de um furacão. Segundo o meteorologista, eles se formam muito mais rápido. Os tornados têm “escala de atuação entre dezenas e centenas de metros, de 20 a 200 metros podendo chegar a 500”. Esse tipo de tempestade dura minutos, no máximo uma hora. Os tornados são mais comuns em países como os Estados Unidos.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.