Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Rio Grande do Sul PORTO ALEGRE

Barco naufraga no Guaíba e pescador morre na tentativa de escapar do ciclone

Dois homens estavam na embarcação que quebrou no fim da noite de segunda-feira; corpo da vítima foi encontrado na terça

Por Redação
Publicado em: 18.05.2022 às 14:54 Última atualização: 18.05.2022 às 15:00

A morte do pescador Ademar Silveira da Silva, de 51 anos, que caiu no Guaíba, em Porto Alegre, não é considerada decorrente da passagem do ciclone Yakecan pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul. Segundo o coordenador estadual, coronel Júlio César Rocha Lopes, o fenômeno meteorológico não causou mortes.

Barco naufraga no Guaíba e pescador morre na tentativa de escapar de ciclone
Barco naufraga no Guaíba e pescador morre na tentativa de escapar de ciclone Foto: Instituto-Geral de Perícias
O corpo da vítima foi encontrado na manhã desta terça-feira (17) após buscas do Corpo de Bombeiros. De acordo com o comandante da Companhia Especial de Busca e Salvamento, major Luiz Gustavo Lock, o homem estava em um barco que naufragou na noite anterior. 

A embarcação tinha aproximadamente sete metros e quebrou depois de bater em pedras, conforme o major. Outro homem que também estava no barco conseguiu nadar até a margem do lago e se salvar.

Conforme relatado ao comandante, o acidente aconteceu enquanto a dupla, acompanhada de dois amigos, tentava escapar do ciclone Yakecan, que atingiria o Estado no dia seguinte. Ao saber da previsão de chegada da tempestade, o grupo de pescadores, dividido em dois barcos, decidiu interromper a navegação e voltar para casa. Foi durante esse percurso de retorno, por volta das 22 horas de segunda-feira, a embarcação onde estava Ademar naufragou.

Na manhã de terça, bombeiros receberam suporte de militares da Marinha para localização da vítima. O Instituto-Geral de Perícias (IGP) fez a remoção do corpo, encontrado na Praia do Lami, na Zona Sul da capital.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.