Publicidade
Notícias | Rio Grande do Sul Passo Fundo

Defesa diz que padre cometeu assaltos em momento de surto psiquiátrico

O sacerdote de Tapejara faz tratamento psiquiátrico e teria deixado de tomar os medicamentos por decisão própria há três semanas

Por Débora Ertel
Publicado em: 04.03.2021 às 10:38 Última atualização: 04.03.2021 às 10:40

De acordo com a Brigada Militar, dois mercados e uma farmácia foram assaltados Foto: Brigada Militar / Divulgação
Segundo a defesa do padre Elizeu Moreira, de Tapejara, preso nesta terça-feira (3) após realizar uma série de pelo menos três roubos a estabelecimentos comerciais em Passo Fundo, ele teve um surto.

Conforme a advogada Maura Leitzke, ele fazia tratamento psiquiátrico, com uma série de medicamentos, mas por decisão própria decidiu parar de tomar os remédios há três semanas. "Isso resultou em um surto, em eventos fora do seu controle emocional", disse. De acordo com ela, a sociedade se encontra diante de uma pessoa doente que precisa de ajuda.

Já Dom Rodolfo Luis Weber, bispo da Arquidiocese de Passo Fundo, declarou que o sacerdote está suspenso até que tudo se esclareça.

Padre Eliseu foi preso em flagrante com uma pistola falsa, uma mochila contendo um boné vermelho, utilizado nos roubos, R$ 655,00 em notas variadas, produtos alimentícios e de higiene subtraídos dos locais.

De acordo com a Brigada Militar, dois mercados e uma farmácia foram assaltados a em Passo Fundo.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.