Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região Economia

Cesta básica quase dobra em três anos

Pesquisa de Procon da região encontra kit essencial a R$ 723, quase 100% mais caro que em 2019

Por Isabella Belli
Publicado em: 20.05.2022 às 03:00

A inflação tem sido bem perceptível no cotidiano de quem faz compras. Em abril, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que é a inflação oficial do País, chegou a 1,06%, maior valor desde 1996, quando atingiu 1,26%. Só este ano, já há um acúmulo de 4,29% e nos últimos 12 meses, de 12,13%.

Óleo de soja foi o vilão com mais de 200% de aumento desde janeiro de 2019
Óleo de soja foi o vilão com mais de 200% de aumento desde janeiro de 2019 Foto: Diego da Rosa/;GES/Diego da Rosa/GES

De acordo com a economista e professora da Feevale Lisiane Fonseca da Silva, são diversos os fatores que ajudaram neste aumento de preço, principalmente dos alimentos.

Os motivos da alta

"Algumas mercadorias são comercializadas em dólar, que está mais para alto que para baixo no Brasil. A alta no valor do litro do diesel, por exemplo, afeta a distribuição dos produtos. Tivemos também um período grande de estiagem que prejudicou as lavouras. A guerra entre a Rússia e a Ucrânia também tem refletido no País e prejudicado a venda do trigo e do milho, porque o trigo atende ao ser humano por meio do pão, da massa e do biscoito, e o m ilho é usado para a ração animal, o que reflete no valor da carne", explicou.

Com a cesta básica a R$ 723,14, levantamento do Procon de São Leopoldo observou que o aumento nos últimos três anos chega a praticamente 100%. Na comparação com 2019, quando o conjunto de itens básicos custava R$ 375,20, o crescimento de preços é de 92,74%. Em 2019, de acordo com o IBGE, a inflação era 0,54%.

O valor de mais de R$ 700 foi o menor encontrado pelo Procon-SL, que pesquisa nos principais mercados. Conforme o local, a cesta básica pode ficar ainda mais salgada.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.