Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região EVENTOS

Kartoffelfest é retomada em Santa Maria do Herval

Festa da Batata, que não foi realizada nos últimos anos por causa da pandemia, começa nesta quinta-feira (12)

Por Carla Fogaça
Publicado em: 12.05.2022 às 05:00 Última atualização: 12.05.2022 às 15:48

O município de Santa Maria do Herval comemora, nesta quinta-feira (12), 34 anos de emancipação política e, para festejar o aniversário, ocorre a 23ª edição da Kartoffelfest, a Festa da Batata.

Tradicional bolinho de batata foi preparado para a divulgação da 23ª edição da Kartoffelfest
Tradicional bolinho de batata foi preparado para a divulgação da 23ª edição da Kartoffelfest Foto: Arquivo pessoal
A abertura do evento foi na manhã desta quinta-feira (12), com a apresentação da Orquestra de Sopros e do Grupo Folclórico Teewald. Ao meio-dia, teve almoço típico colonial nos restaurantes locais.

Ao longo do primeiro dia, o público pode se divertir com as apresentações das bandas Castelu's (das 13h30 às 15h30), 0800 (das 15h45 às 18h45) e Brilha Som (das 19 às 22 horas). O ingresso é gratuito nesta quinta.

Até dia 22 de maio, haverá muita festa, dança e chope, sem contar o tradicional bolinho de batata feito com insumos dos agricultores locais. "As batatas vêm dos nossos produtores, é uma maneira de incentivar o trabalho deles e envolver a população na nossa principal festa", explica a prefeita do município, Mara Schaumloeffel Stoffel.

Evento histórico

A Kartoffelfest iniciou em 1996 e é considerado o maior evento para os hervalenses. "É um momento no qual temos a oportunidade de comercializar nossos produtos locais e divulgar nossas belezas naturais, gastronomia, arquitetura, cultura e resgatar os costumes típicos germânicos", salienta Mara.

Devido à pandemia, a festa não ocorreu nos últimos dois anos e, agora, a expectativa é grande para receber a população e visitantes. "Estamos bem ansiosos porque será uma festa maravilhosa com ótima estrutura. Nem a chuva atrapalha porque tudo é coberto", frisa a prefeita.

10 mil quilos de batatas

Segundo a prefeita Mara, a média de batatas utilizadas nas receitas do típico bolinho, nas edições anteriores, era de aproximadamente 10 mil quilos. "A expectativa é para a mesma quantidade ou mais. Creio que esses dois anos sem festa deixou a população com saudade e estamos bem preparados".

Ao longo dos últimos dias, as equipes trabalharam para deixar tudo pronto, e, nesta quarta-feira (11), foi dia para ajustar os últimos detalhes, tanto de estrutura do evento, como na preparação dos expositores. "As batatas são descascadas na hora, diretamente nas tendas, através de máquinas, onde cinco pessoas auxiliam no descasque. Mas nosso pessoal já fez alguns bolinhos para a divulgação da festa", explica Mara.

Oportunidade de conhecer mais sobre a cidade

As atrações foram pensadas pela organização para agradar todos os visitantes, e, por isso, diversos shows, apresentações de danças, bailes, ampla culinária e chope fazem parte do evento. "É uma oportunidade para quem não conhece vir até o município. A festa é tradicional na região e esperamos grande público nos dias de festa", declara a prefeita Mara.

Nome em alemão de Santa Maria do Herval, muito usado e conhecido é Teewald, que significa "Floresta de Chás". Antigamente, os próprios moradores cultivavam sua erva mate para o chimarrão, preservando as árvores da erva em meio as lavouras. A moagem da erva ocorria junto aos antigos moinhos de farinha que continham os soques onde a erva era triturada.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.