Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região PARCERIA

Convênio une hubs de inovação da Feevale e do Instituto Caldeira

Assinatura ocorreu na tarde desta terça-feira (19) em Porto Alegre

Por Da redação
Publicado em: 19.04.2022 às 17:40 Última atualização: 19.04.2022 às 17:41

A inovação ganha ainda mais força na região. A Universidade Feevale e o Instituto Caldeira, de Porto Alegre, formalizaram na tarde desta terça-feira (19) uma parceria para promover esforços conjuntos e fomentar o empreendedorismo e o desenvolvimento do ambiente tecnológico.

Participaram da assinatura do convênio de cooperação no Caldeira, o reitor Cleber Prodanov e o diretor-executivo do hub da capital, Pedro Valério.

Convênio une hubs de inovação da Feevale e do Instituto Caldeira
Convênio une hubs de inovação da Feevale e do Instituto Caldeira Foto: Caroline Souza/Universidade Feevale
A partir do convênio, serão desenvolvidas ações, por meio do Feevale Techpark. A ideia é levar os programas e serviços executados no parque tecnológico da Feevale para dentro do Instituto. As empresas incubadas no Techpark também poderão aproveitar a infraestrutura e os serviços do hub de inovação de Porto Alegre.

"A parceria com o Instituto Caldeira irá fortalecer, significativamente, o ecossistema da inovação em Porto Alegre e região”, afirma o reitor da Feevale, Cleber Prodanov.

Conforme a diretora de Inovação da universidade, Daiana de Leonço Monzon, a iniciativa vai permitir que o Feevale Techpark se estabeleça de forma mais sólida na capital. “É um benefício muito grande para nossas empresas saber que podem acessar a infraestrutura do Instituto Caldeira e, para nós, será um privilégio receber as suas empresas em nosso parque”, afirma.

Daiana lembra que o parque tecnológico da Feevale já possui uma estrutura descentralizada, com unidades em Novo Hamburgo, Porto Alegre e Campo Bom, e possui infraestrutura nos polos da Universidade em Esteio e Sapiranga. “As parcerias junto a outros parques e ambientes de inovação, como o Instituto Caldeira, permitem que possamos, cada vez mais, descentralizar os nossos serviços e, também, oferecer oportunidades e espaços diferenciados paras as nossas empresas”, finaliza. 

Para o diretor executivo do Instituto Caldeira, Pedro Valério, a aproximação é uma chance de fomentar o ecossistema de inovação do Vale do Sinos.

"Isso nos dá a oportunidade de dialogar com novos empreendedores que surgem na região e nos permite interagir com as diferentes oportunidades de negócios que acabam tendo dentro do próprio Instituto. Vamos conectar fundadores com empreendedores locais e aproximar startups com ferramentas que a Feevale disponibiliza. Estaremos próximos do parque da Feevale."

Sobre o Feevale Techpark

 
O Feevale Techpark, parque tecnológico da Feevale, busca promover a geração e o crescimento de empreendimentos inovadores e de base tecnológica. O objetivo é gerar um ambiente de convivência e sinergia entre a universidade, o poder público e as empresas de base tecnológica, de indústria criativa e outras áreas afins para fomentar a realização de pesquisa, desenvolvimento, empreendedorismo, inovação e quaisquer outras de expertises que possam ser agregadas ao parque.

O Techpark foi reconhecido pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) como um dos três melhores do Brasil, estando de acordo com as melhores práticas nacionais e internacionais. Atualmente, possui unidades em Campo Bom, Novo Hamburgo e Porto Alegre e suas mais de 100 empresas geram cerca de 700 empregos diretos. Emm 2021, o parque teve um faturamento de cerca de R$ 200 milhões. O site é o: www.feevale.br/techpark.  

O Instituto Caldeira

 O caldeira é um instituto sem fins lucrativos, que conecta pessoas e iniciativas através de um hub de inovação. Fundado por 42 grandes empresas do Rio Grande do Sul, tem como propósito impulsionar transformações positivas e concretas no Estado através da tecnologia e inovação. Está localizado em uma área de 22 mil metros quadrados no antigo complexo industrial que ainda abriga as caldeiras importadas da Europa por AJ Renner na década de 1920, no 4º Distrito, em Porto Alegre. É um espaço destinado para atividades relacionadas à inovação e à nova economia, além de ser sede de empresas e operações de pesquisa, tecnologia e inovação. O site é: institutocaldeira.org.br.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.