Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região CULTURA

Estudantes de Novo Hamburgo visitam 1ª Feira do Livro Negra na Protegidos

Escola de Samba promove atividade das 9 às 18 horas, em sua sede, no bairro Rondônia

Por Susi Mello
Publicado em: 19.11.2021 às 12:12 Última atualização: 19.11.2021 às 12:13

Livros com personagens negros e escritos por autores negros. Esse é o teor da 1ª Feira do Livro Negra, que ocorre nesta sexta-feira (19), em Novo Hamburgo, e tem atraído atenção de estudantes da rede de ensino nesta manhã.

Realizado pela Escola de Samba Protegidos da Princesa Isabel, o evento ocorre até às 18 horas e se estende até às 20 horas com a Feira Multicultural, com venda de produtos afros, como roupas, calçados, acessórios, bonecas negras, almofadas, exposição de obras de arte, entre outros. A programação na sede da "Protegidos", localizada na Rua Germano Fehse, 115, no bairro Rondônia, é em referência ao Dia da Consciência Negra, que amanhã, dia 20, completa 50 anos.

Feira do Livro Negra, na Escola de Samba Protegidos da Princesa Isabel, com a patrona  Isabete Fagundes Almeida
Feira do Livro Negra, na Escola de Samba Protegidos da Princesa Isabel, com a patrona Isabete Fagundes Almeida Foto: Diego da Rosa/GES

A presidente da Protegidos, Lana Flores, informa que escolas, como a Jorge Evaldo Koch, Elvira Brandi Grin, Borges de Medeiros e as de educação infantil, João de Barro, João Vidal e Cinderela, confirmaram presença no evento.

Entre os visitantes, três turmas da EME Cinderela ficaram frente a frente com a patrona da feira, a poetisa, escritora e coordenadora do grupo Haja Luz – Acervo Cultural Afrodescendente, Isabete Fagundes Almeida. Também aproveitaram para folhear livros com personagens negros e adquiriram obras com o mesmo perfil.

Os colegas Bento Gabriel Borga de Souza, 5 anos, comprou "Não Derrame o Leite", história que desperta valores como autonomia, senso de responsabilidade e a importância de se fazer algo com amor caminhando pelas dunas africanas. Já Gabriel Klauck, 5, carregav o livro "Meu Crespo é de Rainha", livro que enaltece a beleza dos fenótipos negros, exaltando penteados e texturas afro.

Além de conhecer escritores, ter a oportunidade de comprar livros de autores negros e conhecerem o memorial Sebastião Flores, as crianças assistem a contação de histórias com a professora Rosângela, do Coletivo das Pretas. À tarde serão duas sessões, uma às 14 e outra às 16 horas.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.