Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Documentário sobre Antiga Matriz de São Miguel terá exibição pública neste domingo

Apresentação presencial ocorrerá no Espaço Cultural Antiga Matriz

Publicado em: 13.10.2021 às 05:00 Última atualização: 13.10.2021 às 14:33

Lançado virtualmente nas redes sociais em março de 2021, o documentário que narra a história dos 150 da Antiga Igreja Matriz de São Miguel de Dois Irmãos, hoje Espaço Cultural Antiga Matriz, terá a sua primeira exibição pública no próximo domingo (17), às 18h30, com entrada gratuita.

O lançamento presencial marca tanto o aniversário da Associação de Amigos do Patrimônio Histórico e Cultural de Dois Irmãos (AAPHeCDI), que completa 26 anos de atuação no dia 17 de outubro, como também celebra a reabertura do espaço cultural, fechado ao público desde março de 2020.

Documentário sobre a Antiga Matriz de São Miguel será exibido presencialmente neste domingo (17)
Documentário sobre a Antiga Matriz de São Miguel será exibido presencialmente neste domingo (17) Foto: Divulgação

A exibição seguirá os protocolos de segurança contra a Covid-19, como o uso obrigatório de máscara, aplicação de álcool gel e o distanciamento entre os assentos. O local estará funcionando com um terço de sua capacidade e, quando forem esgotados os assentos disponíveis, não será mais permitido o acesso ao Espaço Cultural Antiga Matriz.

No momento, a visitação ao Espaço Cultural está acontecendo em datas determinadas, sendo as próximas nos dias 16, 23, 24 e 31 de outubro e nos dias 7 e 14 de novembro, sempre no período da tarde.

Durante o Natal dos Anjos, o local estará aberto de quintas-feiras a domingos, em horários que serão divulgados posteriormente.

O longa-metragem, com 71 minutos de duração, faz um breve registro histórico sobre a Antiga Igreja Matriz de São Miguel, propriedade tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (Iphae), pela prefeitura de Dois Irmãos.

Contextualizando ao público os diferentes períodos do antigo templo religioso até a sua nova utilização como equipamento cultural, a narrativa é entremeada por depoimentos afetivos e apresentações musicais e evidencia a participação comunitária para erguer, manter e preservar o bem.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.