Publicidade
Notícias | Região Sequelas

Feevale oferece serviço de apoio e reabilitação pós-Covid-19

Inscrições estão abertas para os atendimentos gratuitos que começarão no mês de outubro

Publicado em: 02.09.2021 às 18:58 Última atualização: 03.09.2021 às 07:53

Para quem busca plena recuperação após a infecção pelo novo coronavírus, a Universidade Feevale está com inscrições abertas para pessoas que queiram participar, gratuitamente, da sua Rede de apoio e reabilitação pós-Covid-19. O objetivo da instituição é prestar assistência em saúde e reabilitar pacientes que foram acometidos por Covid-19, a partir do controle das sequelas ou limitações provenientes da infecção, possibilitando o seu retorno e participação efetiva na sociedade.

Clínica de fisioterapia é um dos espaços de reabilitação na Feevale Foto: Caroline Souza/Universidade Feevale

"Queremos auxiliar as pessoas com sequelas da Covid-19, amenizando os problemas físicos e emocionais desencadeados e agravados pela doença", explica o reitor Cleber Prodanov, acrescentando que, com isso, os participantes deverão retomar gradativamente as suas rotinas, se inserindo novamente na sociedade. "Também vamos produzir conhecimento através da realização de trabalhos científicos, o que é muito importante, pois, por ser uma doença nova, ainda não se sabe quais são os efeitos em longo prazo."

As inscrições para a pré-seleção podem ser realizadas até as 17 horas do dia 15 de setembro, pelo e-mail cies@feevale.br, pelo telefone (51) 3586-8813 ou no Centro Integrado de Especialidades em Saúde, localizado na rua Rubem Berta, 200, em Novo Hamburgo. Inicialmente, serão selecionadas 20 pessoas que cumprirem os requisitos necessários para a participação na Rede. Os atendimentos deverão começar na primeira quinzena de outubro.

Podem participar maiores de 18 anos, com confirmação prévia de Covid e que apresentam sequelas ou limitações físicas, cognitivas ou psíquicas causadas pela doença ou pelo tempo de internação. É necessário apresentar teste PCR positivo no período de manifestação da doença, comprovantes de encaminhamentos a serviços especializados, bem como exames complementares realizados durante internação ou ambulatorialmente. Também é preciso ter disponibilidade para consultas durante a semana, no turno da manhã ou tarde, além de passar por uma avaliação socioeconômica, que caracterize vulnerabilidade social e financeira. 

Conforme a diretora do Instituto de Ciências da Saúde, Caren Mello Guimarães, a Feevale pretende, com a Rede, proporcionar qualidade de vida aos pacientes com síndrome pós-Covid-19. “Vamos promover ações de intervenções multiprofissionais envolvendo diversas áreas, integrando a teoria e a prática durante o processo de formação acadêmica e contribuindo com a comunidade científica por meio da coleta de dados e pesquisas realizadas durante a reabilitação”, afirma. Ela diz, ainda, que serão utilizados protocolos desenvolvidos especificamente para essa condição, respeitando as fases da doença e garantindo segurança e resultados positivos aos participantes.

Os trabalhos de reabilitação ocorrerão no Centro Integrado de Especialidades em Saúde (CIES), no Centro Integrado de Psicologia (CIP) e no Centro de Estética e Cosmética da Universidade Feevale. Primeiramente, o usuário participará de uma triagem interdisciplinar, visando detectar as necessidades a serem atendidas. A avaliação inicial será realizada por professores supervisores e estudantes dos cursos de Medicina, Enfermagem, Fisioterapia e Psicologia. Também participarão da Rede os cursos de Nutrição, Educação Física, Biomedicina, Farmácia e Estética e Cosmética.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.