Publicidade
Notícias | Região Lojas fechadas

Sindilojas de Novo Hamburgo e de outras 15 cidades entram na Justiça pela reabertura do comércio

Entidades ingressaram com um mandado de segurança coletivo no Tribunal de Justiça

Publicado em: 12.03.2021 às 13:25

Sindilojas Novo Hamburgo, com extensão de base para Campo Bom, Sapiranga, Araricá e Nova Hartz assina o mandado coletivo Foto: Juarez Machado/GES
O Sindilojas Novo Hamburgo e de outras 15 cidades gaúchas entraram na Justiça pela reabertura imediata do comércio. As entidades se dizem preocupadas com os efeitos do decreto estadual que impede a abertura de estabelecimentos de produtos não essenciais. Os Sindilojas ingressaram com Mandado de Segurança Coletivo. A ação foi protocolada por meio eletrônico no Tribunal de Justiça.

O Sindilojas Novo Hamburgo, com extensão de base para Campo Bom, Sapiranga, Araricá e Nova Hartz assina o mandado coletivo. “Precisamos usar de todos os recursos possíveis e acreditamos na sensibilidade da Justiça”, diz Remi Scheffler, presidente.

“Reconhecemos os problemas provocados pela pandemia, mas não podemos agravar ainda mais a situação com lojas fechadas e trabalhadores correndo o risco de desemprego.

Sindicatos que assinam a ação coletiva:

Sindicato Comércio Varejista de Bagé
Sindicato Comércio Varejista de Bento Gonçalves
Sindicato do Comercio Varejista de Caxias do Sul
Sindicato do Comércio Varejista de Ijuí
Sindicato do Comércio Varejista de Lagoa Vermelha
Sindicato do Comércio Varejista de Lajeado
Sindicato do Comércio Varejista de Nova Prata
Sindicato do Comércio Varejista de Novo Hamburgo
Sindicato do Comércio Varejista de Palmeira das Missões
Sindicato do Comércio Varejista de Santa Rosa
Sindicato do Comércio Varejista de Santo Ângelo
Sindicato do Comércio Varejista de Sobradinho
Sindicato do Comércio Varejista de São Gabriel
Sindicato do Comércio Varejista de Três Passos
Sindicato do Comércio Varejista do Alto Uruguai Gaúcho
Sindicato dos Lojistas do Comércio de Santa Maria

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.