Publicidade
Notícias | Região Fatalidade

'Não era só um amigo, era um irmão', diz amiga de ciclista que faleceu em Canela

Altemir Chaves de Oliveira, o Cera, morreu após perder o controle da bicicleta e se chocar com uma árvore na localidade Lageana, no interior da cidade, no último domingo

Por Laura Gallas
Publicado em: 14.09.2020 às 15:26

Cera e Daiane Foto: Arquivo pessoal
Há pouco mais de um mês, o canelense Altemir Chaves de Oliveira, 37 anos, havia comprado uma bicicleta e iniciou passeios ciclísticos pelo interior de Gramado e Canela com amigos. Na tarde do último domingo (13), na Estrada do Caracol, na localidade de Lageana, ele perdeu o controle da bicicleta em uma descida e se chocou com uma árvore. Cera, como era conhecido, teve traumatismo craniado e faleceu no local do acidente, conforme o Corpo de Bombeiros.

Desde o final da noite de domingo, nas redes sociais de Oliveira amigos e familiares postavam mensagens incrédulas com o ocorrido e muitas homenagens. “Não era só um amigo, era um irmão, sempre presente, companheiro, parceiro de um coração enorme”, disse a amiga Daiane Duarte. De acordo com ela, Cera havia comprado o capacete para suas andanças de bike em sua loja. “Ele tava bem feliz, combinamos de pedalar juntos e nem deu tempo”, lamenta.

Cera trabalhava na Câmara de Vereadores de Canela e era figura conhecida do esporte amador de Gramado e Canela. Para Daiane, o amigo fará muita falta. “Nosso goleiro, nosso parceiro de praia, de bailes de jantas, meu cupido Cera! Obrigada por ter feito parte das nossas vidas!”, comenta a gramadense.

Daiane e o esposo iniciaram o relacionamento com a ajuda de Cera. Ele e Cristian eram amigos de infância. “Foi nosso cupido, e convivíamos muito juntos no futebol, eles sempre jogavam juntos, e éramos amigos na vida. Bah, dói muito perder pessoas assim, ainda mais do jeito que foi”, completa Daiane.

O amigo Roberto Idalino, passou a tarde com Cera em canela, em uma convenção de partido político. “Éramos amigos de longa data, tínhamos uma relação maravilhosa, quase irmãos! Uma perda lastimável para o esporte da Região e para as comunidades de Canela e Gramado”, frisou.

Cera morava em Gramado e deixa esposa e dois filhos. O velório iniciou às 13 horas na capela do Cemitério Ecumênico Parque das Araucárias. O sepultamento acontece nesta segunda-feira (14) às 17h, no Cemitério Municipal de Canela.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.