Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Novo Hamburgo IMUNIZAÇÃO

Quarta dose da vacina contra Covid-19 está disponível para moradores de Novo Hamburgo com 70 anos ou mais

Aplicação começou a ser feita nesta quinta-feira; nesta etapa, são mais de 18 mil idosos

Por Matheus Chaparini
Publicado em: 05.05.2022 às 18:57 Última atualização: 05.05.2022 às 21:29

Desde a quarta-feira (4), pessoas com 70 anos ou mais podem receber mais uma dose da vacina contra a Covid-19. Em Novo Hamburgo, a vacinação desta segunda dose de reforço - que é a quarta dose, ao todo - está disponível na Casa da Vacina, de segunda a sexta-feira, das 8 horas às 18h30.

Vacinação com a quarta dose contra a Covid-19 para idosos acima de 70 ocorre na Casa da Vacina, em Novo Hamburgo
Vacinação com a quarta dose contra a Covid-19 para idosos acima de 70 ocorre na Casa da Vacina, em Novo Hamburgo Foto: Matheus Chaparini/GES-Especial
Não é necessário agendar, apenas comparecer ao local com documento de identificação, comprovante da terceira dose e comprovante de endereço ou cartão SUS. A pessoa tem que ter recebido a terceira dose há quatro meses ou mais. O imunizante disponível para o segundo reforço é o da Janssen.

Na tarde dessa quinta-feira (5), havia uma pequena fila para a vacinação. A quarta dose está disponível também para idosos a partir dos 60 anos que vivem em Instituições de Longa Permanência (ILPs).

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, esta fase da vacinação está disponível para mais de 18 mil pessoas. São 17,4 mil idosos acima dos 70 anos e cerca de 750 residentes em ILPs.

“Esta quarta dose da vacina contra a Covid é muito importante para reforçar ainda mais a proteção dos idosos, que compõem um dos principais grupos de risco para a doença. Sabemos que a efetividade das vacinas é reduzida com o passar do tempo, o que aumenta o risco de que a infecção pela Covid evolua para um caso mais grave”, avalia o secretário da Saúde hamburguense, Marcelo Reidel.

Retomada da vida social

Marli Terezinha Forell, de 74 anos, foi à Casa da Vacina para tomar duas injeções. A professora aposentada recebeu a vacina contra a gripe e a quarta dose do imunizante contra a Covid-19 também.

“Se tiver que fazer cinco, seis, dez, quinze doses, eu vou fazer, porque é muito importante para nos mantermos protegidos. A gente sempre vacinou os filhos desde pequenos, agora a gente tem que se proteger para proteger também os outros”, afirma.

Ela conta que fez a terceira dose em outubro de 2021, e que já estava se sentindo desprotegida. Mesmo após a liberação, Marli mantém o uso da máscara de proteção do modelo PFF2, que tem alto grau de proteção e sai pouco de casa.

Com a quarta dose e a melhora na situação da pandemia, aos poucos, ela quer retomar a normalidade da vida social. “Estou querendo ir encontrar alguns amigos, mas ainda não fiz isso. Eu estava com medo, mas agora estou mais tranquila.”

O bancário aposentado Wagner de Freitas, 74 anos, também foi atrás do reforço. Freitas mora em Novo Hamburgo há oito anos, após passar por cinco Estados brasileiros, em função do trabalho. Na tarde desta quinta-feira, ele e a esposa Zenilda foram até a Casa da Vacina para receber o imunizante. “É uma prevenção, é realmente importante, também para não transmitirmos aos outros.”

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.