Publicidade
Notícias | Gramado Eleições municipais

Prefeituráveis falam sobre suas propostas na área da saúde

Quatro candidatos registraram candidaturas a prefeito de Gramado: Beto Tomasini (PSDB), Elias Vidal Mattos de Lemos (PTC), Evandro Moschem (MDB) e Nestor Tissot (Progressistas). Em Canela, Constantino e Tolão disputam o pleito municipal; todos aguardam julgamento do TSE

Por Letícia de Lima
Publicado em: 02.10.2020 às 03:00 Última atualização: 02.10.2020 às 16:24

Eleitores irão às urnas no próximo dia 15 de novembro Foto: Agência Brasil
A principal disputa do pleito municipal está a todo vapor nesta semana, nas ruas e na internet. Quatro candidatos a prefeito de Gramado registraram candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), todos com chapa pura: Beto Tomasini (PSDB), Elias Vidal Mattos de Lemos, o Poeta (PTC), Evandro Moschem (MDB - coligado com Republicanos, PT, DEM e PC do B) e Nestor Tissot (Progressistas - coligado com PTB, PSC e PSL).

Todos os pedidos aguardam julgamento no sistema do TSE, que é de livre acesso à população por meio do endereço divulgacandcontas.tse.jus.br. No site, os eleitores podem pesquisar de forma detalhada os documentos apresentados pelos prefeituráveis e conferir a proposta de governo de cada chapa. A Justiça Eleitoral tem até o próximo dia 26 para processar e julgar os registros.

Para que você possa acessar as ideias dos candidatos de forma mais prática e acessível, nesta sexta-feira (2), o Jornal de Gramado inicia uma série de reportagens que dá espaço para que os postulantes ao cargo de chefe do Executivo possam abordar suas pretensões ao futuro de Gramado nas principais áreas de atuação do poder público. Tendo em vista os desafios ocasionados pelo novo coronavírus, o tema desta edição é a saúde. Os candidatos foram direcionados à seguinte pergunta: "Quais suas principais propostas para melhorar a área da saúde em Gramado?". Abaixo, você confere as respostas dos políticos.

No decorrer da campanha

Nestor Tissot, que está internado no Hospital São Miguel com Covid-19, foi o único que preferiu não participar desta rodada. Por meio da equipe de comunicação da campanha, os Progressistas informaram que o Plano de Governo será apresentado no decorrer do período eleitoral. "Contudo é preciso afirmar que trata-se de um documento aberto e construído por vários setores da comunidade de Gramado, bem como, a população em geral, que participou ativamente da construção das propostas apresentadas pela Coligação União Por Gramado (UPG)", diz a nota encaminhada ao JG.

Beto Tomasini (PSDB)

Beto Tomasini Foto: Divulgação
"Entendemos que saúde não é apenas a ausência de enfermidades, mas sim qualidade de vida em todas as faixas etárias. Entre as nossas propostas, queremos de forma prioritária aumentar o foco na saúde preventiva, reforçando e ampliando o trabalho do Programa Saúde da Família (PSF) para atender todos os bairros e o interior do município. Vamos buscar junto à comunidade uma alternativa para operar o Hospital São Miguel de modo satisfatório e sustentável economicamente, inclusive buscando o apoio e a participação dos demais municípios da região e da iniciativa privada. Queremos implantar um sistema de gestão integrada e informatizada da Saúde, estabelecendo uma rede de comunicação entre as UBSs para otimizar o atendimento e evitar filas. Nos propomos ainda a criar o programa “Remédio em Casa” para pacientes com doenças crônicas e tratamentos continuados. Na causa animal, vamos investir na proteção e no cuidado dos animais abandonados, mantendo convênios e desenvolvendo políticas públicas integradas."

Elias Vidal (PTC)

Poeta Foto: Arquivo GES
“Não existe saúde sem dinheiro. Gramado não tem dinheiro. Essas pessoas que estão vindo são extremistas tanto da esquerda quanto da direita. O prefeito tem que ser um cara que tenha boa vizinhança com todo mundo, que é o meu caso, eu tenho uma alternativa de buscar dinheiro por meio das Secretarias de Meio Ambiente e de Cultura, que é onde tenho argumento pra buscar recursos com empresários, com a iniciativa privada. Sobre saúde nenhum entende mais do que eu, porque vim de uma família de terceira para quarta geração da área de saúde. Minha mãe foi da saúde da Marinha, meu pai do Hospital do Exército. Eu fiz curso técnico em Enfermagem, mas não cheguei a concluir. Então eu quero ser o homem do caixa, para ir atrás de recursos, porque sem isso não tem nem como colocar um esparadrapo em uma pessoa. Eu sou o candidato que veio pra desmentir os que querem enrolar o povo mais uma vez. O PTC vem como centro para dialogar com todo mundo, quero ser o melhor prefeito."

Evandro Moschem (MDB)

Evandro Moschem Foto: Cleiton Thiele/Divulgação
“Modernização das Unidades Básicas de Saúde. Implantação de políticas públicas com foco na prevenção abrangendo jovens, idosos e mulheres. Em conjunto com a comunidade, o destino do Hospital Arcanjo São Miguel será definido com a criação de uma entidade representativa que fará a sua gestão. Habilitar novas especialidades médicas como cirurgias cardiológicas, urologia e bucomaxilofacial. Construção de um Centro Materno-Infantil com leitos para manejo crítico. Implantar novas equipes do Programa Saúde da Família para atuar no Mato Queimado, Moura, Dutra, e interior no entorno daquela região. Promover melhorias e investimentos no saneamento e abastecimento de água potável, principalmente no interior. Implantar o programa de Educação Alimentar e distribuição de vitaminas. Implementar sistema digital de agendamento de consultas nos postos de saúde. Implantar projetos de prevenção a gravidez em grupos vulneráveis.”

Quais suas principais propostas para melhorar a saúde em Canela?

Constantino Orsolin (MDB)

“É necessária e urgente a construção de um novo e moderno hospital para Canela. Temos que sonhar e trabalhar para isso sem deixar de cuidar e continuar investindo no HCC, promovendo modernizações, mantendo salários em dias e uma estrutura adequada para superarmos este momento de pandemia. Também é preciso implantar um novo posto de saúde no bairro Leodoro de Azevedo, além de dar continuidade e ampliar serviços e ações como: realizações de exames e cirurgias; 2º transporte de pacientes para Caxias e Poa; abertura das unidades de saúde na madrugada; consultas médicas e odontológicas; remédios sempre disponíveis para população; horário de atendimento estendido na Unidade Central; programas de saúde bucal preventiva e curativa, de estratégia de saúde da família e de saúde na escola; manutenção da semana do bebê; campanhas de orientação de planejamento familiar; e expandir campanhas educativas referentes as drogas, álcool, fumo e DST”.

Gilberto Tegner (Tolão) - PDT

"O primeiro desafio, considerando que a vacina Covid-19 esteja disponível, será imunizar toda a população de Canela, para que possamos retomar a normalidade das atividades. Paralelo a isso, precisamos fortalecer o programa de atenção domiciliar, priorizando a Atenção Primária e ampliando gradativamente o número de equipes de saúde da família, garantindo nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) equipes completas para atender a população e reduzir drasticamente o tempo de espera, agilizando a autorização e realização dos exames para que possamos ter resolutividade. Queremos ainda solucionar de forma definitiva a gestão do Hospital de Caridade de Canela, buscando a renovação, investimento e qualificação do atendimento e possibilitando que a população seja atendida com a estrutura que lhe é de direito. Por fim, buscaremos implementar uma gestão em rede, integrando todos os setores e estabelecendo um diálogo participativo e propositivo com as equipes que atuam na linha de frente, valorizando o servidor e qualificando o atendimento."

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.