Publicidade
Botão de Assistente virtual
Esportes Esportes

Renan prevê crescimento da seleção de vôlei e equipe quer reação contra a Sérvia

Por Estadão Conteúdo
Publicado em: 22.06.2022 às 17:18

A seleção brasileira de vôlei não abriu a segunda fase da Liga das Nações como queria. Com um jogo de altos e baixos, perdeu para a Polônia por 3 a 1 em Sofia, na Bulgária. O técnico Renan Dal Zotto, entretanto, acredita em crescimento na competição e festejou os retornos de Lucarelli e Leal. O time promete reação já nesta quinta-feira, diante da Sérvia, às 10h30.

"Tivemos o retorno do Leal e do Lucarelli, que estavam sem jogar e nesta partida puderam colaborar. Com mais jogos, vão pegar mais ritmo", enfatizou o técnico. "A Polônia impôs muita dificuldade no saque, e nós tivemos dificuldades no passe. Conseguimos jogar com mais fluidez no segundo set e no final do quarto set, que acabou sendo um pouco tarde. Agora, temos que pensar na Sérvia", pregou Dal Zotto.

Apesar da derrota, o sentimento de Lucarelli - recuperado de lesão na coxa - e de Leal era de felicidade por novamente estarem ajudando a seleção. O cubano naturalizado brasileiro fez seu primeiro jogo com a equipe em 2022.

"É sempre bom voltar a entrar em quadra depois de um tempo me recuperando da lesão. Estou ainda pegando o ritmo, e um jogo neste nível exige muita intensidade. Fico feliz de ter voltado, mas infelizmente não conseguimos o resultado positivo, apesar da boa recuperação no final do quarto set, com uma expectativa de levar o jogo para o tie-break", disse Lucarelli. "A Polônia é um time dos mais regulares e está jogando um grande voleibol. Temos alguns pontos a melhorar e vamos seguir em frente de cabeça erguida."

"Não tínhamos dúvida de que seria um jogo muito difícil. Os poloneses foram muito agressivos no saque e tivemos dificuldades com isso. Terminamos o jogo com uma rotação mais alta, o que é um fator positivo", afirmou Leal, vendo essa melhora como importante para encarar o forte time sérvio.

Autor de 19 pontos contra a Polônia, o oposto Alan não vê motivos para desespero e mostrou confiança em evolução, a começar pela Sérvia. "Nosso jogo não entrou e o adversário sacou muito bem. Mas deu para sentir que nosso time tem o poder de buscar o jogo. Tenho certeza que vamos evoluir muito, ainda temos muito campeonato pela frente."

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.