Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) estão protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Viver com Saúde

Entenda o significado dos sonhos à luz da ciência

Popularmente creditados como manifestações premonitórias, os sonhos têm interpretação diferente para psicólogos
19/12/2018 14:14

Foto por: Divulgação
Descrição da foto: Psicóloga Ana Paula Schneider Flach
Eles podem ser perturbadores, estranhos, felizes, aterrorizantes e até bizarros. Há quem acredite que sejam, inclusive, manifestações premonitórias ou do além. Os sonhos geram esta variedade incrível de impressões, sensações e opiniões, fazendo-nos muitas vezes compartilhar com as pessoas próximas a história vivida no sono e buscar explicações ou significados para cada passagem elaborada pelo cérebro durante a noite (às vezes mal) dormida.

Se digitarmos no Google a expressão "interpretar sonhos", todas as páginas iniciais apresentam soluções ligadas ao misticismo, como, por exemplo, "sonhar com gato significa ganhar dinheiro em breve". Mas, à luz da Psicologia, este tipo de conclusão não tem fundamento. "Pela ciência, os sonhos estão ligados a fatos passados, a situações vividas, à memória e a dias anteriores e seus conteúdos que podem ou não ter causado sofrimentos conscientes ou inconscientes", explica a psicóloga da Unimed Encosta da Serra, Ana Paula Schneider Flach.

Ana Paula detalha que, para a Neurociência, o sonho é um efeito colateral de processos de consolidação da memória. Já para Freud (médico neurologista e criador da Psicanálise), os sonhos são a estrada para o inconsciente: um processo por meio do qual há a diminuição das necessidades físicas e um desligamento do externo. "Assim, através dos sonhos, podemos compreender sintomas e mitos como expressões de nossos desejos mais íntimos. Os sonhos podem retomar impressões dos dias anteriores, de fatos mais primitivos de nossa infância; são uma possibilidade de regressão para libertar o inconsciente", esclarece.

Então, como uma pessoa pode entender seu sonho pela ótica da Psicologia? A interpretação, explica Ana, é pessoal, baseada no histórico de vida dessa pessoa, seus sentimentos, personagens importantes que fazem e fizeram parte de sua vida, traumas e acontecimentos. "O sonhador sabe o significado de seu sonho, mas existe em cada um uma censura que o impede de reconhecer o que pode ferir sua moral, por isso, nem sempre o que lembramos é exatamente o que sonhamos", destaca. Assim, de forma segura, somente o psicólogo, analista ou psiquiatra podem auxiliar o indivíduo na interpretação de seus sonhos.



  • Foto: Divulgação
  • Psicóloga Ana Paula Schneider Flach
    Foto: Divulgação

Jornal de Gramado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS