Publicidade
Notícias | Região Canela

Cantor Daniel será atração principal do Sonho de Natal

Serão mais de 70 dias de celebrações com engajamento da comunidade

Última atualização: 11.07.2019 às 07:24

Foto por: Divulgação
Descrição da foto: Daniel: cantor se apresenta em 28/12.
O espírito natalino já se faz presente em Canela. Na noite desta quarta-feira (10), foi lançada a 32ª edição do Sonho de Natal, que ocorrerá entre os dias 26 de outubro e 12 de janeiro de 2020, terá como principais atração nacional o cantor sertanejo Daniel, além da dupla Kleiton e Kledir e de Renato Borghetti.

Na cerimônia de lançamento, que ocorreu na Churrascaria Garfo e Bombacha com a presença de autoridades locais, também foi lançado o livro Três Décadas de Um Sonho de Natal, que homenageia 30 pessoas que fizeram parte da história do evento realizado pela prefeitura de Canela. Com o tema "Uma Fábrica de Sonhos", o evento terá como características valorizar os artistas locais. 

"O destaque maior é que cada vez mais a mão de obra e nossos artistas são locais, além da participação das escolas. São mais 350 crianças envolvidas", afirmou o secretário de Turismo da cidade, Angelo Sanchez. Ele frisou que, na rede de ensino, a preparação já iniciou há 30 dias. "Começou há um mês, na preparação com aulas de arte, teatro e canto. Para poder descobrir os talentos", explica. 

Foto por: Gerson Sorgetz / GES-Especial
Descrição da foto: Sonho de Natal: evento foi apresentado na noite de quinta-feira (10)

Serão mais de 260 atrações, sendo a de Daniel no dia 28 de dezembro. Já Kleiton & Kledir se apresentam uma semana antes, no dia 13, e Renato Borghetti no dia 11 de janeiro. A programação completa será publicada no site da prefeitura de Canela nesta quinta-feira (11).

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.