Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) estão protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Etiópia

Não há brasileiros entre os 157 mortos de acidente aéreo na África

Avião caiu na manhã deste domingo, seis minutos após decolagem
10/03/2019 11:58

Foto por: Michael TEWELDE / AFP
Descrição da foto: Não há sobreviventes em queda de avião da Ethiopian Airlines
O CEO da Ethiopian Airlines, Tewolde Gebremariam, e o ministro dos Transportes do Quênia informaram que há 32 quenianos, 18 canadenses, 17 etíopes, oito chineses, oito norte-americanos, oito italianos, sete franceses, sete ingleses, seis egípcios, cinco holandeses, quatro indianos, quatro eslovacos e dois espanhóis, entre as vítimas do acidente aéreo que matou 157 pessoas na manhã deste domingo (10). Não há brasileiros na lista de passageiros. O avião modelo Boeing 737, que se deslocava da capital etíope Adis Abeba a Nairóbi, capital do Quênia, caiu logo após a decolagem.

Segundo a companhia aérea, não há sobreviventes no acidente entre os 149 passageiros e oito membros de tripulação que estavam a bordo. Um porta-voz da Ethiopian Airlines afirmou que as vítimas teriam 33 nacionalidades. Até o momento, não há informações sobre a lista de passageiros e membros da tripulação. Familiares de passageiros aguardam informações no aeroporto de Bole.

Ainda não foram divulgadas as causas deste acidente. O CEO da companhia disse que o piloto enviou pedido de socorro socorro e foi dada permissão para retornar. O operador de tráfego aéreo do país disse que a aeronave apresentou velocidade vertical instável após a decolagem e que a visibilidade parecia estar clara.

Foto por: Yasuyoshi CHIBA / AFP
Descrição da foto: Jonny Andersen diretor do Kenya Airport Authority e o ministro dos Transportes no país James Macharia em coletiva sobre o acidente

A Ethiopian Airlines confirmou que a aeronave caiu seis minutos depois de decolar do aeroporto internacional de Adis Abeba às 8h44 (horário local, 2h44 em Brasília), na altura da cidade de Bishoftu, informou em comunicado. A empresa disse ainda que o avião era novo e que foi incorporado as suas operações em novembro do ano passado.

O Escritório do primeiro-ministro etíope, Aby Ahmed, expressou "suas mais profundas condolências às famílias daqueles que perderam seus entes queridos. Ele considera que a queda tenha deixado vários mortos", segundo lamentou via Twitter. O presidente do Quênia, Uhuru Kenyatta, disse que muitos quenianos "se preparam para o pior".

O avião, com número de voo ET302, tinha previsto aterrissar no aeroporto internacional de Nairóbi Jomo Kenyatta às 10h25 local.  


  • Não há sobreviventes em queda de avião da Ethiopian Airlines
    Foto: Michael TEWELDE / AFP
  • Jonny Andersen diretor do Kenya Airport Authority e o ministro dos Transportes no país James Macharia em coletiva sobre o acidente
    Foto: Yasuyoshi CHIBA / AFP

Jornal de Gramado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS