Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) estão protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
No Beira-Rio

Inter encara duelo contra o Flamengo como uma decisão

Após derrota para a Chape na estreia do Brasileirão, Colorado terá titulares contra os cariocas
29/04/2019 20:04 29/04/2019 21:04

Foto por: Ricardo Duarte/Inter
Descrição da foto: Patrick revelou acordo entre os jogadores para encarar cada partida do Campeonato Brasileiro como se fosse uma final e destacou a importância do confronto desta quarta-feira no Estádio Beira-Rio
Após o domingo de folga, os jogadores colorados se reapresentaram na manhã de segunda-feira (29) e já entraram no clima para a decisão de quarta-feira. Sim, é apenas a segunda rodada do Brasileirão, mas após a derrota dos reservas na estreia, o Inter encara o jogo contra o Flamengo como uma final. Com a volta dos titulares para o primeiro jogo no Beira-Rio pela competição nacional e diante de um rival direto na briga pela ponta de cima da tabela, é preciso buscar os três pontos.

"É um adversário forte, que vai brigar pelo título. Em pontos corridos, tem que jogar cada jogo como uma final", afirmou Patrick, em entrevista coletiva após o treino da manhã de segunda. Para a partida diante da equipe carioca, marcada para as 16 horas de quarta, o jogador comentou que a equipe estará "descansada" para retomar o ritmo forte.

Leia todas as notícias do Inter

É um jogo grande. É entrar forte. A equipe descansou. Tivemos uma derrota que a gente não esperava. Nesse período, o professor optou por revezar a equipe. Vamos entrar numa sequência boa agora. O momento para descansar é esse. Vamos entrar forte. Precisamos pontuar porque perdemos a outra partida", apontou o meia.

Patrick respondeu às críticas sobre o desempenho da equipe reserva em Chapecó e revelou um acordo entre o grupo de jogadores. "A gente tem um combinado que toda a partida vai ser uma final. Contra a Chape foi. Agora vai ser mais uma final para a gente", ressaltou. "No Gaúcho, tinha gente falando que a equipe de baixo estava melhor que a de cima. Depois da primeira derrota, não funciona mais. Para a gente, não tem equipe 1 e equipe 2. Não é assim. A equipe é forte, é continuar trabalhando", disse.

Jornal de Gramado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
54 3286.0988
CENTRAL DO ASSINANTE

54 3286.0718
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS