Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) estão protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Futebol feminino

Após eliminação na França, seleção já projeta Olimpíada de Tóquio

Jogos olímpicos devem marcar a despedida de nomes como Marta, Formiga e Cristiane do time do Brasil
24/06/2019 15:02 24/06/2019 15:03

Foto por: AFP
Descrição da foto: Marta, camisa 10 e capitã da seleção, falou sobre a renovação no grupo
O time feminino do Brasil foi eliminado nas oitavas de final, mas com a sensação de que a geração liderada por Marta deixa um legado após a Copa da França 2019. A seleção se despediu contra a anfitriã, no domingo (23), após derrota na prorrogação, mas o fez com honra, emocionando a torcida e prometendo voltar à batalha em Tóquio 2020.

A imagem das três lendas brasileiras deixando a alma em campo no estádio Oceane de Le Havre impactou o Brasil, com grande parte do público deixando de assistir o duelo entre Argentina-Catar pela Copa América para acompanhar as meninas, eliminadas novamente nas oitavas de final, como na Copa do Canadá, em 2015.

Formiga, 41 anos, aguentou em campo até o segundo tempo, apesar de sofrer com uma lesão no pé. Cristiane, 34 anos, foi até o início da prorrogação, quando se machucou ao tentar uma finalização e precisou ser retirada de campo com ajuda das companheiras. Só Marta, 33 anos, ficou em pé, aguentando 120 minutos de jogo, embora se recuperava de lesão.

"O futebol feminino depende de vocês para sobreviver. Não vai ter uma Formiga para sempre, uma Marta, uma Cristiane. Pensem nisso, valorizem mais. Chorem no começo para sorrir no fim", disse Marta após a partida, com lágrimas nos olhos diante das câmeras, em um discurso dedicado à nova geração do futebol feminino.

Há muito tempo que a seis vezes melhor jogadora do mundo entra em campo por algo mais do que troféus. Consciente de seu papel de ícone do esporte, tenta fazer com que suas ações e suas palavras transcendam e inspirem as jovens em um momento crucial para o futebol feminino.

"Me parece primordial que todas que estão aqui possam ter em mente a importância de um trabalho planejado para se prepararem para um grande torneio. Não adianta fazer isso em meses, tem que ser antes. Agora é já pensar nos Jogos (Olímpicos), que tenham esse pensamento para trabalhar e estar preparadas, isso é o alto nível", afirmou Marta.

 

Jornal de Gramado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
(54) 3286.0988
(51) 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE
54 3286.0718
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS