Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) estão protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Brasileirão

Inter acorda tarde, mas vence no fim e é vice-líder

Vitória por 2 a 1, de virada, sobre o Atlético-PR, deixa os colorados a cinco pontos do líder Palmeiras
04/11/2018 22:24 04/11/2018 22:25

Foto por: Ricardo Duarte/Inter
Descrição da foto: D'Alessandro marcou de pênalti o gol da virada
Era domingo de mudança para o horário brasileiro de verão. E parece que o time do Inter esqueceu de adiantar o relógio e resolveu jogar somente no segundo tempo contra o Atlético-PR no Beira-Rio. A vitória foi conquistada de virada, nos acréscimos, após um pênalti duvidoso marcado sobre Rossi. O placar favorável de 2 a 1 fez o Colorado recuperar a vice-liderança do Brasileirão e seguir a caça ao Palmeiras, que ganhou o clássico contra o Santos na véspera e tem cinco pontos de vantagem. Um tropeço iria complicar a briga do clube gaúcho pelo título.

A etapa inicial foi morna e com pouca criatividade. Os defensores deram poucas chances aos atacantes. As raras investidas dos colorados nem representaram grande perigo. Aos 21 minutos, Leandro Damião obrigou o goleiro Felipe Alves a praticar a primeira defesa, mas o chute já tinha sido amortecido pela zaga atleticana. Aos 24 minutos, o capitão D'Alessandro errou o alvo após acertar a bola sem deixar cair numa cruzada feita por Juan Alano. Já o Furacão assustou aos 34min, numa falta de longe cobrada por Bergson que passou ao lado da trave.

No intervalo, parece que o técnico Odair Hellmann fez a chamada para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), pois o time voltou mais aceso e interessado para a segunda metade da partida. Logo aos 3min, Nico López fez Felipe Alves dar um tapinha na bola para escanteio em uma batida de canhota. Só que os visitantes também acordaram de vez. Aos 7min, Márcio Azevedo cobrou falta e a bola bateu na trave depois de leve desvio em Víctor Cuesta.

Leandro Damião foi substituído por Wellington Silva aos 15min e a torcida colorada vaiou. Logo depois, Nico López quase empatou. O castigo veio aos 20min e por um erro do próprio Inter. Patrick perdeu a bola, Camacho arriscou de fora da área e contou com um desvio em Rodrigo Moledo para abrir o placar: 1 a 0.

Aos 36min, Wellington Silva fez a assistência e o camisa 4 se recuperou ao aparecer na área como centroavante para deixar tudo igual.

O 1 a 1 não contentava os anfitriões, que partiram para a pressão. O abafa deu resultado nos acréscimos. Rossi caiu na área e o árbitro Rodrigo D'Alonso Ferreira marcou o pênalti, que D'Alessandro converteu para alívio da nação vermelha: 2 a 1.

INTER 2

Marcelo Lomba; Fabiano, Moledo, Víctor Cuesta e Iago ; Gabriel Dias (Rossi), Juan Alano (Willian Pottker), Patrick, D'Alessandro e Nico López; Leandro Damião (Wellington Silva). TÉCNICO: Odair Hellmann.

ATLÉTICO-PR 1

Felipe Alves ; Diego Ferreira, Wanderson, Thiago Heleno e Márcio Azevedo ; Camacho (Léo Pereira), Matheus Rossetto (Raphael Veiga), Bruno Guimarães, Marcinho (Marcelo Cirino) e Rony; Bergson. TÉCNICO: Tiago Nunes.

DETALHES

Local - Estádio Beira-Rio. Arbitragem - Rodrigo D'Alonso Ferreira, auxiliado por Helton Nunes e Alex dos Santos (trio catarinense).




Jornal de Gramado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS