Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) estão protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
No 2º turno

''Não posso virar o Jairzinho paz e amor'', diz Bolsonaro

Candidato do PSL usou o Twitter para chamar Haddad de canalha, após petista sugerir pacto contra mentiras na Internet
09/10/2018 08:04 09/10/2018 08:06

Foto por: Tânia Rêgo/Tânia Rêgo/Agência Brasil
Descrição da foto: O candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) chega à seção eleitoral na Escola Municipal Rosa da Fonseca, na Vila Militar, acompanhado do filho Flávio Bolsonaro, que é candidato ao Senado. Agentes da Polícia Federal e militares do Exército fizeram a segurança do candidato
“O pau mandado de corrupto me propôs assinar ‘carta de compromisso contra mentiras na Internet’. O mesmo que está inventando que vou aumentar imposto de renda pra pobre. É um canalha! Desde o início propomos isenção a quem ganha até R$ 5 mil. O PT quer roubar até essa proposta”. Assim se pronunciou, ontem, em seu Twitter oficial, o candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, após receber a informação que Fernando Haddad lhe propôs um pacto contra notícias falsas na Internet.

Apesar do tom agressivo na Internet, Bolsonaro, ontem, disse que trabalhará para colocar panos quentes no clima de animosidade. “O discurso é de união, queremos unir o Brasil e pacificar”, disse a uma rádio de São Paulo. E assegurou que participará dos debates no segundo turno. “Debater com o PT não tem dificuldade. O que o PT fez ao longo de 13 anos acredito que está vivo na memória de todo mundo, não queremos isso de volta”, afirmou. Com bom humor, ele garantiu que não pretende mudar de posição. “Não posso virar o Jairzinho paz e amor e me violentar, eu tenho de continuar sendo a mesma pessoa”, acrescentou.


Jornal de Gramado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS