Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) estão protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Mundo Pet

Conheça os benefícios do adestramento

Treinamento comportamental pode ser feito desde filhote
11/09/2018 10:55 11/09/2018 10:55

Foto por: Arquivo pessoal
Descrição da foto: Adestrador Wilson Domingues
O seu cachorro é daqueles que pula na sua roupa limpa ou dispara mesmo estando na guia durante o passeio? Saiba que uma das alternativas para a melhora dessa atitude pode ser um treinamento. Segundo Wilson Domingues, 26 anos, o adestramento, ao contrário do que muitos pensam, não é apenas para ensinar truques ou comandos de obediência aos cães. “O meu trabalho consiste em proporcionar uma relação de confiança e respeito entre cão e tutor, proporcionando mais qualidade de vida para todos”, destaca o adestrador e comportamentalista.

Domingues explica que “um cão educado sempre é bem-vindo em qualquer lugar”, além de poder aproveitar melhor os momentos em família. “Os níveis de estresse são muito menores quando eles sabem o que fazer para cumprir seu papel na matilha”, justifica.

Reabilitação comportamental
Wilson, que trabalha há 7 anos com o treinamento para cães, explica que o adestramento é indicado em todas as situações, inclusive para cães ainda filhotes. Se o cão não tem nenhum problema comportamental, o treinamento serve para prevenir e também melhorar ainda mais a relação do bichinho com a família.

Para os que têm problemas comportamentais, o adestramento muitas vezes é a única saída. “Já trabalhei com muitos cães desacreditados, que estavam extremamente agressivos, dominantes ou destrutivos, em que o caso realmente já se tornava insuportável, apesar de todo o amor que o tutor tinha”, acrescenta o profissional apontando que é possível melhorar muito o comportamento de qualquer cachorro, mas para isso, os tutores precisam se integrar no processo de reabilitação comportamental, aprender as técnicas e aplicar no dia a dia.

Colaboração dos tutores é importante
De acordo com o adestrador, a maior dificuldade enfrentada por ele em um treinamento é a resistência de alguns tutores. “O primeiro passo para mudar o comportamento dos cães é mudar o comportamento dos tutores, afinal, eles são nosso reflexo, assim, os cães terão atitudes equilibradas”, finaliza.



Jornal de Gramado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS