Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) estão protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Saiba mais

Dor intensa na coluna pode ser sintoma de hérnia de disco

Ortopedista e traumatologista Diniz Ricardo Dei Ricardi traz detalhes sobre a doença
03/07/2018 11:58 03/07/2018 11:59

Divulgação
Diniz Ricardo Dei Ricardi, ortopedista
Segundo o levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% da população pelo mundo terá no mínimo duas crises severas de dor na coluna ao longo da vida. Porém, entre as pessoas que sofrem com este mal, apenas cerca de 15% têm efetivamente uma doença a ser tratada. O ortopedista e traumatologista do Hospital Mãe de Deus, Diniz Ricardo Dei Ricardi, traz detalhes de uma dessas doenças, a hérnia de disco.

O que é e como se forma uma hérnia de disco?
O disco intervertebral é uma estrutura composta pelo anel fibroso que contém o núcleo pulposo no seu interior e que serve como amortecedor entre os corpos vertebrais. A hérnia discal ocorre quando há saída do núcleo pulposo através da ruptura do anel fibroso.

Que grupo de pessoas é mais atingido pela doença?
Cerca de 70% dos brasileiros em torno dos 40 anos sofrem de algum tipo de problema de coluna. É a terceira causa de aposentaria precoce e segundo principal motivo de afastamento do trabalho. Alguns fatores prejudiciais como a má postura, traumas diretos ou de repetição, fumo, sedentarismo e algumas práticas esportivas.

Que tipo de sintomas são comuns em pessoas com hérnia de disco?
O principal sintoma é dor intensa no local onde se encontra a hérnia e pode vir associada a dor irradiada para membros e tronco. Em casos mais graves pode ocorrer formigamentos e diminuição de força muscular dependendo do nervo afetado.

Há como prevenir uma hérnia de disco?
Podemos adotar medidas como controle do peso corporal e atividades físicas regulares, evitando hábitos prejudiciais como sedentarismo, fumo, levantar peso sem fletir (flexionar) os joelhos.

Existe uma região da coluna onde é mais comum ter hérnia?
A coluna lombossacra tem a maior incidência por ser a região mais exigida mecanicamente para sentar, levantar e carregar peso, por exemplo. A segunda é a coluna cervical, seguida pela coluna dorsal, com frequência bem menor.

Existe mais de um tipo de hérnia de disco?
Basicamente há 3 tipos: Hérnia de disco protrusa: é o tipo mais comum, quando o núcleo pulposo permanece intacto, mas já ocorre perda do formato oval. Hérnia de disco extrusa: quando uma parte do núcleo pulposo protrui (desloca) no anel fibroso. Hérnia de disco sequestrada: quando uma parte do núcleo pulposo perde contato com disco, isto é, saiu do disco e encontra-se dentro do canal vertebral.

Como é o tratamento? A doença tem cura?
O processo degenerativo do disco não tem cura, a hérnia discal é uma consequência. O tratamento pode ser conservador ou cirúrgico. O tratamento conservador envolve medicação, orientações posturais, fisioterapia, acupuntura. Podem ser feitas infiltrações em pontos de dor, peridural e raiz.

Que tipo de intervenções cirúrgicas podem auxiliar o paciente com a doença?
A escolha do tratamento cirúrgico para a hérnia de disco depende do tipo e localização da hérnia podendo ser através de incisões pequenas, técnicas menos invasivas e até cirurgias mais complexas envolvendo estabilização com instrumental (parafusos, hastes e espaçadores intervertebrais).


Jornal de Gramado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS