Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) estão protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Brasileirão

Colorado pode ter novo trio ofensivo

Odair Hellmann pode recuar Patrick e escalar Lucca na vaga de Edenilson, formando o ataque com Pottker e Leandro Damião
01/05/2018 22:25 01/05/2018 22:26

Ricardo Duarte/Inter
Atacante Lucca entrou bem contra o Cruzeiro e se credencia à vaga
A lesão de Edenilson pode resultar numa alteração na formação da equipe colorada. Durante o coletivo desta terça-feira, que contou com a presença dos atletas que não atuaram durante todo o jogo contra o Cruzeiro, Odair Hellmann mostrou que trabalha com duas opções para substituir o volante. O primeira, e mais simples, seria manter a estrutura da equipe colocando Gabriel Dias na vaga de Edenilson. A segunda alternativa seria recuar Patrick e escalar Lucca na vaga de Edenilson, formando assim um trio de atacantes com Pottker, Leandro Damião e Lucca.

O treinador colorado ainda tem mais quatro treinos previstos antes do duelo com o Flamengo, domingo, no Maracanã, pela quarta rodada do Brasileirão, para definir o time.

Após o treino, o zagueiro Rodrigo Moledo concedeu entrevista coletiva e projetou o confronto com o time carioca. “Todo jogo é importante. O Flamengo é uma grande equipe e hoje está na liderança do campeonato. A gente tem que ter empenho, dedicação. Vamos trabalhar para estar na melhor forma possível para fazer um grande jogo lá e buscar os três pontos”, afirmou. “Contra o Cruzeiro, a gente criou bastante. Faltou um pouco de sorte, a bola não entrou”, lamentou o defensor colorado.

VERMELHAS

A direção do Inter apresentou, através do site oficial do clube, o balanço financeiro de 2017. Conforme o documento, o clube fechou a temporada passada com um déficit de R$ 62.568.763, o maior de sua história.

Segundo o relatório, as contas no vermelho seriam resultado da queda para a Série B, que gerou uma diminuição no número de associados e nas receitas do clube. A menor visibilidade dos jogadores na segunda divisão ainda acarretou na perda de direitos econômicos. Na janela do meio do ano, o clube deve vender alguns jogadores para balancear as contas.


Jornal de Gramado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS