Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) estão protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
No apagar das luzes

Inter bate o Vitória e abre vantagem na Copa do Brasil

Colorado joga pelo empate no jogo da volta na quinta-feira, dia 19, na Bahia
11/04/2018 22:16 11/04/2018 22:17

Ricardo Duarte/Inter
D'Alessandro contou com ajuda do goleiro para marcar o gol da vitória no Beira-Rio
O Inter voltou a campo após a folga de mais de 20 dias no calendário, e conseguiu um importante resultado no jogo de ida da quarta fase da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio, o Colorado suou a camisa para bater o Vitória por 2 a 1, e garantir a vantagem do empate para o jogo de volta contra os baianos na quinta-feira que vem, dia 19, às 19h15, no Barradão, em Salvador (BA). Um triunfo simples do adversário leva a decisão para as penalidades, pois não há mais gol qualificado. Para eliminar o Inter, o Vitória terá que vencer por dois gols de diferença.

Com o fator casa ao seu lado, o Inter fez seu papel nos minutos iniciais, e de certa forma dominou o primeiro tempo, apesar de ter sofrido um castigo. Na base do abafa, o Colorado abriu o placar aos 17min, após Rossi cortar o adversário e rolar para Patrick, que conseguiu enganar a marcação para chutar cruzado no canto esquerdo do goleiro: 1 a 0. O gol alvi-rubro mexeu com os brios dos jogadores do Vitória, que passou de retraído a um time perigoso. Mas foi apenas com um lance infantil que os baianos empataram antes do intervalo. Aos 42min, Rodrigo Dourado deu uma de juvenil e atravessou uma bola na frente da defesa, onde Rayner roubou e finalizou para grande defesa de Marcelo Lomba, mas no rebote o goleiro não segurou o chute de Denilson que igualou o escore.

Frango Compensado
Depois do descanso, o Inter jogou a maior parte da etapa complementar no campo ofensivo. Odair Hellmann modificou seus homens de ataque apostando nas entradas de William Pottker, Nico López e o jovem Brenner. As alterações deixaram a equipe vermelha mais veloz, porém as investidas não foram efetivas. Uma das melhores chances coloradas no segundo tempo foi aos 14min, quando Pottker foi pifado por Edenilson, mas o chute saiu raspando o poste. E de tanto insistir, o Inter abateu o Vitória no apagar das luzes. Aos 44min, D’Alessandro cobrou falta e o goleiro Caíque ao tentar segurar firme a bola, acabou engolindo aquele penoso: 2 a 1. A falha do adversário compensou a de Dourado.

Apesar do triunfo em casa, é possível dizer que os passes errados e a ansiedade seguem sendo inimigos de um Inter que vai precisar se esforçar muito para buscar situações positivas no seu retorno à Série A do Brasileirão. A estreia colorada no campeonato dos pontos corridos é neste domingo, às 16 horas, contra o Bahia, no Beira-Rio.

VERMELHAS

Ao final da partida, D’Alessandro avaliou a atuação colorada. “O nosso trabalho foi bem feito, acho que não merecíamos o empate. A gente não vai mudar o nosso jeito de jogar”, pontuou o capitão colorado, que sabe o que o time precisa evoluir. “Sabemos o que a gente fez de bom e sabemos o que temos que melhorar para domingo”, concluiu.

O atacante William Pottker voltou ontem após se recuperar de lesão. E teve boa participação, se movimentou bastante e quase deixou sua marca. O jogador deve estar à disposição para começar o jogo de domingo. “Eu estou bem fisicamente, seguir o critério do professor, estamos preparados e o importante é vencer e trazer o torcedor ao Beira-Rio”, destacou o camisa 99.

Ficha Técnica

INTER

Marcelo Lomba; Fabiano (Brenner), Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado; Edenilson, Patrick, D’Alessandro e Rossi (Nico López); Roger (Pottker). Técnico - Odair Hellmann. 

VITÓRIA

Caíque; R. Andrade (L. Marques), Kanu, Ramon e Pedro Botelho; Willian Farias (W. Maia)
Uillian Correia, Yago, A. Baumjohann (J. Welison) e Rhayner; Denilson. Técnico - Vágner Mancini. 

Detalhes

Local - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Arbitragem - Flávio Rodrigues de Souza, auxiliado por Alex Ribeiro e Miguel da Costa (trio paulista).



Jornal de Gramado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS