Jornais
FECHAR
  • Jornal NH
  • Jornal VS
  • Diário de Canoas
  • Diário de Cachoeirinha
  • Correio de Gravataí
Grupo Sinos
Publicado em 13/05/2014 - 12h22
Última atualização em 13/05/2014 - 19h42

Morre, na Capital, arcebispo emérito Dom Altamiro Rossato

Também faleceu na manhã desta terça-feira o monsenhor Lorenzatto. Religiosos passavam por complicações de saúde

Porto Alegre - Faleceu na madrugada desta terça-feira (13) o arcebispo emérito da Catedral de Porto Alegre Dom Altamiro Rossato. Aos 88 anos, Rossato estava internado há duas semanas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Francisco (Complexo Santa Casa de Misericórdia), na Capital.
 
Em nota, a Arquidiocese de Porto Alegre informou que o velório será realizado na Catedral Metropolitana de Porto Alegre, das 15 horas às 23 horas, prosseguindo nesta quarta-feira onde o velório vai ocorrer juntamente com o do monsenhor Antônio Domingos Lorenzatto, 93, que morreu na manhã de hoje.
 
Foto: Divulgação/Arquidiocese-Porto Alegre
O velório de Lorenzatto ocorre nesta terça a partir 15 no Seminário Menor de São José, em Gravataí. Depois de uma missa que está prevista para ocorrer às 18 horas, o corpo do Monsenhor será levado para Catedral Metropolitana.
 
Na manhã de quarta-feira, Rossato e Lorenzatto serão velados na Catedral a partir das 6h30. A Celebração das Exéquias será realizada às 9h30. Monsenhor Lorenzatto será enterrado no fim da manhã de quarta-feira, no Cemitério dos Padres, na Gruta de Lourdes, no bairro Glória.
  
 Vida religiosa de Dom Altamiro Rossato

Filho de Emilio Rossato e Josephina Dellagnolla Rossato, Altamiro Rossato nasceu 
no dia 23 de junho de 1925, em Tuparendi, no Norte do Rio Grande do Sul. Ingressou na Congregação do Santíssimo Redentor (Missionários Redentoristas), onde realizou profissão Religiosa no ano de 1947.
 
Foto: Divulgação/Arquidiocese-Porto Alegre
No dia 27 de dezembro de 1951, Rossato foi ordenado Presbítero, em São Paulo. Como Padre exerceu a função Pároco, Missionário, Conselheiro Provincial e Superior dos Missionários Redentoristas tendo atuado no Regional Sul da Conferência dos Religiosos do Brasil.

Especializou-se em Teologia Patrística, na Pontifícia Universidade Lateranense (ROMA), sendo Mestre em Teologia e Doutor em Espiritualidade. Exerceu o magistério em diversos Institutos de filosofia e teologia.

No dia 11 de dezembro de 1985, o Papa João Paulo II o nomeou Bispo Diocesano de Marabá no Pará, sendo ordenado no dia 2 de março de 1986. Governou a Diocese entre os anos de 1985 a 1989.

Em 21 de maio de 1989, o Papa João Paulo II o nomeou Arcebispo Coadjutor de Porto Alegre, com direito a sucessão de Dom João Claudio Colling. No dia 17 de julho de 1991, tomou posse como o 5º Arcebispo Metropolitano de Porto Alegre.

Arcebispo de Porto Alegre de maio de 1989 a fevereiro de 2001, sendo sucedido por Dom Dadeus Grings. Mesmo como Arcebispo Emérito, sempre esteve presente na vida arquidiocesana, participando de todos os momentos mais importantes da vida da Igreja.

Em 2001 recebeu o título de “Cidadão Honorífico de Porto Alegre”.

Publicidade