Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Veneno

Porto Alegre emite alerta para acidentes com escorpião amarelo

Prefeitura da capital detalha o que fazer em caso de sofrer uma picada do animal
09/11/2017 21:58 09/11/2017 21:59

Cristine Rochol/PMPA
Município recebeu relatos de aparições de escorpiões amarelos
A Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre emitiu alerta epidemiológico à rede de saúde da cidade sobre os cuidados e atenção aos atendimentos devidos a acidentes com o escorpião amarelo. O documento emitido pela Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde (CGVS) na manhã desta quinta-feira (9), chama a atenção para a existência do animal na cidade e os riscos que a picada pode provocar. Em outubro, uma criança de cinco anos moradora no bairro Lomba do Pinheiro foi atendida no Hospital de Pronto Socorro (HPS) após ser picada e a agilidade do atendimento foi essencial para o êxito do tratamento.

De acordo com o alerta epidemiológico, em casos de acidentes com escorpião a vítima deverá ser encaminhada imediatamente para o HPS. O atendimento deverá seguir classificação de risco vermelha e, se necessário, buscar orientação junto ao Centro de Informação Toxicológica da Secretaria Estadual de Saúde (CIT/RS), por meio do telefone 0800-721-3000 – ligação gratuita. A prefeitura da capital ainda orienta a obrigatoriedade do preenchimento da Ficha de Notificação Compulsória, com ou sem uso de soro antiescorpiônico.

O escorpião amarelo costuma habitar locais frescos e escuros, em frestas de parede, pedaços de madeira, restos de construção, entulhos, ralos, esgotos, caixas de gordura, tanques, encanamentos, caixas com verduras, legumes e frutas, sapatos, roupas, camas, travesseiros, cortinas, alimentando-se de baratas. No caso de visualização do animal, deve ser evitado o contato e informado a localização através do telefone 156.


Jornal de Gramado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS