Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Crochê

Detentos vão produzir pequenos polvos para ajudar bebês prematuros

Inicialmente, participarão do projeto 12 apenados da 3ª galeria do pavilhão H, destinada aos presos LGBTT
10/10/2017 14:27 10/10/2017 14:29

Ateliê KY Artes Crochê/Divulgação
Polvos ajudam na recuperação de bebês internados em UTI
Detentos da Cadeia Pública de Porto Alegre (CPPA), o antigo Presídio Central, vão aprender a confeccionar pequenos polvos para ajudar na recuperação de bebês prematuros da UTI neonatal do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas. A atividade faz parte do Projeto Octopus, que consiste na confecção dos animais de crochê. Inicialmente, participarão do projeto 12 apenados da 3ª galeria do pavilhão H, destinada aos presos LGBTT.

Serão feitos cerca de oito encontros, ministrados pela professora voluntária Kelen Stelter Renner com aula inaugural prevista para 18 de outubro. A confecção ocorrerá durante as aulas e a estimativa é de que sejam produzidos cerca de mil polvos de crochê até dezembro.

Serão utilizadas lãs e linhas especiais, antialérgicas, doadas por empresas. A esterilização do material será feita pelo próprio hospital.

Estudo

O projeto foi idealizado pela presidente do Conselho da Comunidade de Porto Alegre e Assistente Social da Vara de Penas e Medidas Alternativas da Capital (Vepma), Simone Messias Zanella. "Foi realizado um estudo na Dinamarca, onde comprovaram que os tentáculos destes polvos de crochê supriam a falta do contato físico que os bebês prematuros sentiam. Era como se eles, dentro da incubadora, sentissem nos tentáculos, o cordão umbilical da mãe. Com este contato, foi percebida uma melhora significativa no desenvolvimento destes bebês", relatou.

Segundo a presidente, a intenção também, com o projeto, é resgatar junto aos apenados o sentimento de solidariedade e amor ao próximo.

A assistente social Danielle Dimare, coordenadora do projeto, acrescenta que os participantes ganharão certificado e também carteirinha de artesão, emitida pela Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS), além do benefício da remição de pena.

O Diretor da CPPA, Tenente Coronel Marcelo Gayer, diz que é meta da que os detentos aprendam ao menos com uma profissão.

O acordo para viabilizar a iniciativa foi assinado nessa segunda-feira (9/10). O convênio é uma parceria entre Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe,) CPPA e Conselho da Comunidade de Porto Alegre.

Colaboração

É possível colaborar com materiais, basta entrar em contato com o Conselho da Comunidade de Porto Alegre, pelo e-mail conselhodacomunidade-poa@hotmail.com.


Jornal de Gramado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS