Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Polêmica

Nota da Arquidiocese de Porto Alegre repudia exposição de arte na capital

Mostra Queermuseu, que acontecia no Santander Cultural, foi encerrada após protestos de grupos insatisfeitos com o conteúdo

Santander Cultural
Mostra Queermuseu iria até o dia 8 de outubro, mas foi encerrada neste dia 10 de setembro após duras críticas

A polêmica provocada pela mostra Queermuseu ganhou mais um desdobramento nesta segunda-feira (11). A exposição do Santander Cultural, em Porto Alegre, aberta ao público no dia 15 de agosto e em encerrada precipitadamente neste final de semana após manifestações de grupos contrários ao conteúdo artístico, foi também repudiada pela Arquidiocese de Porto Alegre. Um comunicado foi publicado na fanpage da instituição no Facebook criticando as obras.

A entidade, ligada à Igreja Católica, considerou a utilização desrespeitosa de "símbolos, elementos e imagens, caricaturando a fé católica e a concepção de moral que enleva o corpo humano e a sexualidade como dom de Deus".

Há alguns dias, grupos contrários à exposição, como Movimento Brasil Livre (MBL), vêm publicando vídeos e fotos nas redes sociais sobre as obras dentro do museu e com opiniões contrárias sobre os elementos utilizados. 

A exposição tinha como proposta explorar a diversidade de expressão de gênero e a diferença na arte e na cultura em períodos diversos da produção artística. Entre os 85 artistas compilados, pintores reconhecidos mundialmente, como Alfredo Volpi e Cândido Portinari. Mas diante das críticas, o Santander Cultural, que fica no Centro de Porto Alegre, encerrou a exposição 28 dias antes do previsto. A fundação divulgou uma nota sobre a decisão.

Do lado oposto a Igreja e aos grupos que queriam o fim da exposição, apoiadores da Queermuseu pretendem realizar um ato público em defesa da liberdade de expressão artística. O manifesto ocorre às 15h30 desta terça-feira, em frente ao Santander Cultural.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS