Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Operação Cui Bono

Após apreensão de R$ 51 milhões, Geddel Vieira Lima é preso na Bahia

Além do ex-ministro, a PF cumpre mandado de prisão preventiva contra Gustavo Ferraz, ligado a Geddel

Valter Campanato/Agência Brasil
Geddel Vieira
O ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB), foi preso na manhã desta sexta-feira (8) em Salvador, na Bahia. A prisão preventiva acontece dias após 51 milhões de reais serem apreendidos em um imóvel atribuído a ele. A s informações são do G1.

Segundo o portal de notícias, a prisão foi determinada pelo juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara, em Brasília, em uma nova fase da Operação Cui Bono, que investiga fraudes na Caixa Econômica Federal. Além de Geddel, a Polícia Federal (PF) cumpre mandado de prisão preventiva contra Gustavo Ferraz, ligado ao ex-ministro, e três mandados de busca e apreensão.

A prisão

Geddel deixou o prédio pouco depois das 7 horas, no banco de trás de uma viatura da PF, e chegou ao aeroporto Luiz Eduardo Magalhães cerca de meia hora depois. Ele será levado para Brasília.



Polícia Federal/Divulgação
Imagem divulgada pela Polícia Federal mostra as malas de dinheiro encontradas em apartamento em Salvador (BA)
O ex-ministro já tinha sido preso preventivamente na mesma operação em julho deste ano, mas recebeu autorização do desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, para cumprir prisão domiciliar. Embora a decisão judicial determine que ele seja monitorado por tornozeleira eletrônica, isso não vinha acontecendo pois o governo da Bahia não tem o equipamento.

Dinheiro em imóvel

Na última terça-feira (5), a PF apreendeu 51 milhões de reais em um apartamento que seria utilizado por Geddel em Salvador. O dono do imóvel afirmou à PF que havia emprestado o imóvel ao ex-ministro para que ele guardasse pertences do pai, que morreu no ano passado.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS