Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Região

Polícia já tem suspeitos de morte de adolescente leopoldense em Cachoeirinha

Buscas pelo corpo de jovem continuam. Ele sumiu dia 28 de julho

Polícia Civil/Divulgação
Buscas pelo corpo de jovem leopoldense continuam; ele sumiu no dia 28 de julho
Até a tarde desta sexta-feira (11) a Polícia Civil seguia nas buscas ao corpo do adolescente de 17 anos que desapareceu em Cachoeirinha. O jovem, morador de São Leopoldo, sumiu na localidade da Vila da Paz no último dia 28 de julho depois de ter sido deixado pela namorada em uma parada de ônibus na Avenida Frederico Augusto Ritter. Na última quinta-feira (10) peças de roupas e uma mochila que seriam do adolescente foram localizadas em um matagal próximo à Rua Elvira Langer, onde os investigadores acreditam que o corpo do rapaz tenha sido enterrado.

Com o apoio da Companhia Especial de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros, que possui cães farejadores, os policiais da 1ª Delegacia de Polícia do município encontraram uma bolsa com um furo de bala, presa em galhos. Dentro dela estavam um par de tênis que o jovem estava usando na última vez em que foi visto, quando se despediu da namorada. Mais tarde, uma segunda mochila foi encontrada. Camuflada, guardava peças de roupa que também pertenceriam ao rapaz. Conforme a polícia, os pertences foram reconhecidos pelos familiares.

A procura continuou durante a tarde. Em um momento um dos cães indicou um local em que os agentes imaginaram que o corpo poderia estar enterrado. Policiais e bombeiros fizeram escavações mas não conseguiram localizar nenhuma outra pista. 

Jovem teria sido torturado 

Para o delegado Leonel Baldasso, que investiga o caso, o jovem teria sido raptado por criminosos, que o levaram de volta para a vila. Ainda segundo o delegado, o grupo teria invadido uma casa, torturado e disparado contra o peito do jovem. Após, eles teriam colocado fogo em um sofá que estava com vestígios de sangue e fugido com o corpo. “A perícia constatou sangue no local. As pessoas que moravam na casa não têm relação com o crime”, comenta.

Polícia já tem suspeitos  

Conforme Baldasso, a Polícia já trabalha com os nomes de alguns suspeitos. O delegado, no entanto, não entra em detalhes para não atrapalhar as investigações. Segundo ele, o jovem não possuía antecedentes e a suspeita é de que tenha sido executado por motivo fútil. “Ele estava na casa da namorada, indivíduos que pertencem a uma facção podem ter confundido ele com um criminoso e isso pode ter motivado o assassinato”, diz.

“A incerteza é o que machuca” 

Uma mulher de 47 anos, conhecida da família e que prefere não ser identificada, diz se sentir inconformada com a situação. “É um guri bom, nunca fez mal pra ninguém. Esta incerteza do que possa ter acontecido é o que mais machuca a quem conhece a família. Ao mesmo tempo que a Polícia acredita que ele está morto, não tem um corpo que comprove isto e é impossível não alimentar a esperança de encontrá-lo vivo”, diz.

Familiares e amigos organizam passeata 

Familiares e amigos do adolescente organizam uma passeata pedindo por paz e mais segurança. A ação, deverá acontecer em até duas semanas em São Leopoldo e reunirá também parentes de outras vítimas da violência na região. O carinho dos amigos na organização do evento serve de conforto para os pais do garoto.

“Não temos mais esperança de que ele esteja vivo. A Polícia é experiente e tem motivos para afirmar que ele foi morto. As roupas encontradas eram mesmo as do meu filho, as que ele estava usando no dia em que o deixei na porta da casa da namorada”, comenta o pai do jovem, de 51 anos.

* Com informações de Giovani de Oliveira


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS