Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Tecnologia
Crise

Cortes ameaçam pesquisas e bolsas do CNPq

Com orçamento congelado, Conselho teve que renegociar repasses com Ministério

Pixabay/Divulgação
Pesquisas financiadas pelo CNPq podem enfrentar dificuldades por restrição orçamentária
Reportagem do jornal O Estado de S. Paulo nesta quarta-feira (2/8) apontou que a crise pode afetar a pesquisa no País. O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) teria atingido seu teto orçamentário neste ano, e estaria sob o risco de ter que suspender pagamentos de bolsas e repasses para pesquisa já a partir do próximo mês. 

O CNPq é vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, e dentro do planejamento de cortes do governo teve seu orçamento contingenciado no ano passado, passando a dispor apenas de 56% da provisão inicial. Com 44% dos recursos congelados por enquanto, o órgão correria o risco de não conseguir honrar os compromissos.

Estão ocorrendo negociações para tentar desbloquear recursos junto ao Ministério.

Nesta quinta-feira (3/8), matéria da Agência Globo dizia que as cerca de 100 mil bolsas de pesquisa financiadas pelo CNPq não deixarão de ser pagas a partir setembro. A garantia teria sido dada ao presidente da instituição, Mario Neto Borges, pelo ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, em reunião quarta-feira (2/8), informou a assessoria de imprensa do principal órgão de fomento à ciência no país.

Oficialmente, o MCTIC foi reticente com relação à continuidade do pagamento das bolsas do CNPq. Em nota divulgada após a reunião de quarta, o ministério informou apenas que "tem mantido diálogo com a equipe econômica pela recomposição orçamentária e a preservação de recursos para pesquisa científica". "Estamos em diálogo permanente com o governo, com os ministérios econômicos e trabalhamos com a perspectiva de suprir o que é necessário para o CNPq", declarou Kassab na nota.

No mesmo texto divulgado pelo MCTIC, no entanto, Borges contou que o ministro transmitiu "confiança" à direção da agência: "Manifestamos a preocupação com relação a recursos e bolsas de pesquisa, e o ministro nos tranquilizou quanto à situação, nos deixou confiantes para continuar trabalhando pela normalidade no CNP", afirmou.

(Com Agência Globo)


Tecnologia

por André Moraes
andre.moraes@gruposinos.com.br

André Moraes é editor de Tecnologia do Jornal NH. Sua experiência profissional inclui o jornalismo de divulgação científica, publicações técnicas e reportagem de tecnologia.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS