Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Niyama
Blog Niyama

Aterre-se: pise na grama!

Contato da pele com o solo ajuda a renovar as energias

Quando foi a última vez que você colocou o pé na grama?

Nesse mundo de concreto em que vivemos, às vezes a resposta é um surpreendente "não me lembro". Existe um processo fantástico chamado de "aterramento" ou "enraizamento". A ideia é melhorar a saúde física, mental e emocional. É impressionante o bem-estar que pisar no chão de pés descalços traz. Aliás, pra muita gente, chegar em casa e tirar os sapatos é quase uma libertação. Outros, também, adoram ir à praia justamente por esse motivo: pisar na areia, no mar, sem barreiras. Aliás, a prática do yoga, por exemplo, é tradicionalmente feita de pés descalços.

Esse processo de aterramento pode ser feito na grama, na terra ou até pisando em pedras. Segundo escreve a professora de Yin Yoga Janice Quirt ao site Yoga International, é uma maneira de nos conectarmos com a natureza de uma forma mais profunda. Há muita energia na terra e essa conexão ajuda a otimizar os nossos próprios fluxos de energia. Além disso, ajuda a desestressar e proporciona uma sensação de calma e relaxamento.

Há várias maneiras para fazer isso. Uma delas é dar uma caminhada de pés descalços. Pode ser no quintal de casa, na grama de um parque, em uma trilha que tenha um solo macio e sem oscilações que possam machucar. A chave mesmo é o contato direto da sua pele com o chão. Uma dica legal é parar um momento e fechar os olhos. Preste atenção no fluxo de energia subindo da terra pelos seus pés e passando pelo seu corpo. Ele começa a se sentir mais ativo e desperto.

Outra alternativa é, se você gosta de jardinagem, ou tem uma horta e precisa mexer na terra, tente fazer sem luvas, sentindo a terra nas mãos. Imagine a energia vindo do solo, subindo pelas suas mãos e passando pelo seu corpo. Se tiver filhos, aproveite experimentar com eles! E tente evitar preocupações com a sujeira. Aproveite a experiência!

Abrace ou toque uma árvore. Sinta a casca da árvore debaixo dos seus dedos, a temperatura da madeira, perceba a cor da árvore. Imagine todos os dias, semanas e anos que acumularam energia na árvore que você está tocando.

Se estiver em algum local com um riacho ou água corrente, experimente caminhar sobre as pedras, se for seguro. Outra alternativa é segurar uma pedra. Há vários tratamentos, terapias alternativas e massagens que envolvem pedras - e há uma razão para isso! As pedras têm um tipo de energia antiga circulando. Faça um exercício parecido com o da árvore! Segure uma pedra, sinta a textura, o peso, pense em como ela chegou nesse lugar e nesse formato.

E se você já pratica yoga, experimente praticar no chão, na grama, sem um tapete. Além de ser uma experiência de aterramento, ajuda a nos concentrarmos ainda mais com as distrações da rua: um inseto, vento ou o barulho das árvores.

Aproveite o fim de semana de tempo bom para pisar na grama, respire fundo e recarregue as energias para os dias que virão a seguir.

*Texto lido no quadro Momento Zen, do programa Carona, apresentado por Cristofer de Mattos na Rádio ABC. 


Niyama

por Raquel Reckziegel
raquel.reckziegel@gruposinos.com.br

Mente. Energia vital. Autoconhecimento. Respeito ao corpo, aos próprios limites e ao mundo em que vivemos. A prática do yoga vai muito (mas muito mesmo!) além de meia dúzia de posturas de alongamento. O blog Niyama* surgiu justamente para apresentar um pouco desta fascinante filosofia de vida que se concentra não somente no corpo, mas em aquietar as flutuações da mente, curtir o presente e descobrir uma forma diferente de encarar a vida. Raquel Reckziegel é jornalista, trabalha na redação online dos sites do Grupo Sinos e pratica yoga há quase dois anos. (*Niyama é uma espécie de "código de conduta" que permite ao praticante olhar para dentro de si seguindo cinco conceitos: pureza, ou saucha; contentamento, ou santosha; austeridade, ou tapas; auto-estudo, ou svadhyaya; e devoção (ishvara-pranidhana).

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS