Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Shopping

UE deve multar Google em US$ 1,1 bilhão por monopólio de mercado

Punição deve ser anunciada nas próximas semanas, diz o jornal Financial Times

Logotipo do Chrome, navegador do Google que teria ultrapassado o Internet ExplorerA empresa de tecnologia Google deve ser multada em 1 bilhão de euros (US$ 1,1 bilhão) por autoridades de defesa da concorrência da União Europeia (UE), revelou nesta sexta-feira o jornal britânico Finacial Times. Essa será a primeira decisão de um total de três processos analisados pelo órgão antitruste do bloco que são relacionados com a gigante da internet.

De acordo com o jornal, a multa deve ser anunciada nas próximas semanas. A punição, segundo fontes ouvidas pelo jornal, se deve ao fato de que a Google se aproveitou do domínio no mercado de busca na internet para criar o Google Shopping, serviço que oferece comparações de preços, e favorecer esse serviço, quando internautas buscavam algum produto.

A punição, se concretizada, é resultante de sete anos de investigação e será recorde para um caso de abuso de mercado por monopólio. Ela foi calculada a partir de 30% da receita da Google com o serviço de shopping pelos anos em que o abuso foi cometido. A mais alta até então havia sido a imposta à Alphabet, empresa mãe da Google Amazon, que correspondia a 10% de suas receitas do ano passado.

Em julho de 2016, o órgão regulador europeu já afirmara sua avaliação de que a Google "abusou de sua posição dominante para sistematicamente favorecer seu serviço de shopping nos resultados das páginas de busca".

Políticos e empresas concorrentes em Paris e Berlim vinham encorajando a comissária para concorrência da UE, Margrethe Vestager, para adotar uma posição linha dura no caso. Mas a decisão contra a Google pode tornar mais tensas as relações entre Estados Unidos e Europa que desde o ano passado ficaram estremecidas pela multa de 13 bilhões de euros à americana Apple por benefícios fiscais ilegais.

Recentemente, o presidente dos EUA, Donald Trump, decidiu deixar o Acordo de Paris, sobre redução de emissões do efeito estufa, o que também contribuiu para a animosidade entre americanos e europeus.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS