Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Tragédia

Chega a 17 o número de mortos em incêndio de edifício em Londres

De acordo com a polícia, 37 pessoas estão internadas, sendo 17 em estado crítico

TOLGA AKMEN /AFP
Prédio residencial em Londres ficou totalmente destruído pelo incêndio
Subiu para 17 o número de mortos confirmados no incêndio na Grenfell Tower, na zona oeste de Londres, informou a polícia na manhã desta quinta-feira. E a contagem deve aumentar, já que existem pessoas desaparecidas e internadas em hospitais da capital britânica.

"Triste, eu posso confirmar que o número de pessoas que morreram é agora 17", afirmou Stuart Cundy, comandante da polícia londrina. "Ainda existem pessoas recebendo tratamento no hospital. São 37, das quais 17 estão em tratamento crítico."

As equipes de resgate já informaram não esperar encontrar mais sobreviventes na carcaça do edifício de 24 andares, que foi tomado pelas chamas na madrugada de quarta-feira. Cães estão sendo usados na busca pelos corpos dos moradores que não conseguiram escapar.

As causas do incêndio ainda não foram determinadas, mas Cundy informou que não existe nada que sugira um incidente terrorista.

De acordo com a Reuters, ainda era possível ver fumaça saindo do edifício na manhã desta quinta-feira. A chefe dos bombeiros, Dany Cotton, afirmou em entrevista à ITV que as equipes alcançaram a cobertura e iniciaram buscas visuais, mas uma operação mais minuciosa ainda não pode ser realizada por questões de segurança.

"Nós temos especialistas estruturais e minha equipe de busca e resgate vai fazer uma avaliação e encontrar uma maneira de tornar o prédio seguro, para que possamos passar por todo o edifício, numa busca minuciosa, com cuidado, para olhar o que está lá", disse Dany.

Nesta quinta-feira, a primeira-ministra britânica, Theresa May, mas não conversou com a imprensa. A rainha Elizabeth divulgou uma mensagem, dizendo que seus pensamentos estavam com as famílias que perderam seus amados e com as pessoas internadas nos hospitais. Ela também pagou tributo à coragem dos bombeiros que arriscaram suas vidas para salvar os outros.

"Também é encorajador ver a incrível generosidade de voluntários da comunidade reunidos para ajudar os afetados por este terrível evento", disse a rainha.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS