Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Série B

Inter goleia o Náutico no Beira-Rio e entra no G4

Colorado fez o dever de casa e venceu a primeira sob seus domínios na competição

Ricardo Duarte/Inter
Colorados comemoram a vitória no Beira-Rio
A Série B será singular, atípica e estranha para o Inter. Dito isto, o time de Guto Ferreira, mesmo não jogando bem, fez o dever de casa e venceu o limitado Náutico por 4 a 2, neste sábado, no Beira-Rio. Os gols foram de Carlos, William Pottker, D’Alessandro e Marcelo Cirino. Resultado que fez a equipe chegar aos 11 pontos e adentrar o G4 da competição. A singularidade da B se mediu pelos quatro pênaltis a favor do Inter no jogo e apenas dois deles convertidos. Na primeira etapa, o time pagou o preço de entrar em campo com três atacantes (Pottker, Nico e Carlos) e mais uma vez viu a dependência criativa ficar restrita ao seu camisa 10.

Porém, a partida poderia talvez ter tido outra cara se o bandeirinha não anulasse de forma errônea, logo aos 3min, um gol de Carlos de cabeça, em cruzamento de Pottker. O Inter manteve o ritmo e chegou ao primeiro gol aos 9min. Pottker, numa arrancada de Valdomiro, cruzou da direita sob medida e Carlos, de novo, cabeceou e foi pro abraço. Sem conseguir ampliar, o Colorado viu o insosso Náutico empatar aos 43min, em cabeçada de Vinícius e falha da zaga.

O segundo tempo veio com Marcelo Cirino no lugar do apagado Nico López. E foi em Cirino o primeiro pênalti do jogo, feito por Nirley e convertido com violência por William Pottker. A maluquice da partida começou a aparecer aos 12min. Em nova penalidade de Nirley, que acabou expulso, D’Alessandro cobrou com categoria e ampliou. Seis minutos depois foi a vez de Pottker ser aterrado na área e a arbitragem não exitar e dar novo pênalti. Nem D’Ale e nem Pottker, mas Cirino foi o escolhido. O chute saiu à meia altura e Tiago Cardoso pegou seu primeiro pênalti da tarde-noite.

ALÍVIO

Desequilibrado entre os setores o Inter deixou o Náutico, com dez, assustar aos 39min. Em falha de Edenílson, Iago entrou livre e descontou. O Colorado se jogou ao ataque e aos 43min Tiago Cardoso derrubou o jovem Juan dentro da área. Quarto e inusitado pênalti. Tentando colocar, Pottker chutou com displicência à meia altura, para fácil defesa do goleiro. Quando tudo parecia decidido, Pottker deu nova arrancada pela direita e alçou para a área. Marcelo Cirino, que chegava de frente para a meta, emendou rasteiro de direita, dando números finais ao jogo. Agora, nesta terça, o Inter vai a Belo Horizonte. Encara o América-MG, no Independência.

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Edenílson, Danilo Silva, Léo Ortiz e Uendel; Rodrigo Dourado, Fabinho, D'Alessandro (Juan); William Pottker, Carlos (Diego) e Nico López (Marcelo Cirino) Técnico: Guto Ferreira.

NÁUTICO: Tiago Cardoso; David, Aislan, Nirley e Manoel; Darlan, Amaral, Rodrigo Souza (Giovanni); Erick, Geronimo (Alisson) e Vinicius (Iago) Técnico: Waldemar Lemos.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS