Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Vice-líder

A gordurinha gremista segue aumentando no Brasileirão

A gordurinha gremista segue aumentando no Brasileirão

Lucas Uebel/Grêmio
Renato orientou um trabalho coletivo com os reservas
Depois da vitória magrinha sobre o Bahia, o assunto da terça-feira no Grêmio foi uma tal de gordurinha, citada por Renato Portaluppi e pelo vice de futebol Odorico Roman. Isso porque, apesar de não ter apresentado aquele futebol vistoso contra os baianos, os três pontos foram importantíssimos na campanha tricolor e podem fazer a diferença logo na frente da competição nacional. “Por isso falei que era importante (ganhar), para botar cinco pontos do quarto lugar. Estamos em segundo. Isso se chama gordura. Lá na frente, é normal, o Grêmio vai tropeçar. Não tem uma equipe que começa e termina bem o campeonato. O Grêmio vai disputar dois campeonatos importantíssimos. O desgaste vai ser muito grande. É impossível manter o nível em todos os jogos, todas as competições. Lá na frente vamos poder queimar a gordura”, citou Renato em sua coletiva após o jogo.

Discurso que pareceu ter sido ensaiado com o vice de futebol Odorico Roman. Ele também citou a tal da gordura e reforçou o bom momento gremista na tabela do Brasileirão. “Se não tivéssemos vencido, o Corinthians ia abrir uma vantagem interessante. Essa vitória nos coloca em segundo lugar, e vamos seguir em frente. Dois jogos agora fora de casa, difíceis. Quem sabe a gente segue nessa sequência boa e conseguimos chegar no momento de jogar Libertadores e Copa do Brasil com gordura para poder administrar as coisas”, completou o mandatário.

Azuis

O Tricolor retornou aos trabalhos na tarde desta terça-feira, no CT Luiz Carvalho. Renato Portaluppi observou um coletivo entre os reservas e os jovens da base.

Na movimentação, a notícia ruim foi que o atacante Beto da Silva voltou a sentir durante o trabalho. Ele se lesionou em fevereiro e havia se recuperado há poucos dias. Em uma arrancada ele parou e colocou a mão na perna, acusando alguma dor. O jogador deverá ser avaliado pelo departamento médico.

Douglas também esteve no CT e realizou uma corridinha. Ele se recupera de lesão.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS