Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Sistema Solar

Lua de Saturno tem elementos para conter vida, diz Nasa

Relatório de cientistas da missão Cassini foi publicado em revista científica neste mês de abril

Divulgação/Nasa
Concepção artística da lua Enceladus, de Saturno, com seu núcleo sólido, manta de gelo e um oceano subterrâneo, atravessado por fontes hidrotermais
Cientistas da Nasa afirmam, em um estudo publicado neste mês de abril, que uma das luas de Saturno, Enceladus, possui os elementos necessários para abrigar vida. Os achados fazem parte das análises de dados enviados pela sonda Cassini, assim como a partir de observações do telescópio orbital Hubble, e se somam a conclusões semelhantes a respeito do planeta anão Ceres.

Abaixo, o comunicado da agência espacial norte-americana:

Duas missões da NASA estão fornecendo novos detalhes sobre as luas geladas e oceânicas de Júpiter e Saturno, aumentando ainda mais o interesse científico destes e de outros "mundos oceânicos" em nosso sistema solar e além. As descobertas são apresentadas em artigos publicados na quinta-feira (13/4) por pesquisadores da missão Cassini da NASA para Saturno e também com dados do Telescópio Espacial Hubble.

Nos artigos, cientistas da Cassini anunciam que uma forma de energia química da qual a vida pode se alimentar parece existir na lua de Saturno Enceladus, e os pesquisadores do Hubble relatam evidências adicionais de plumas em erupção da lua de Júpiter, Europa.

"Este é o mais próximo que chegamos, até agora, da identificação de um local com alguns dos ingredientes necessários para um ambiente habitável", disse Thomas Zurbuchen, administrador associado da NASA, em Washington. "Esses resultados demonstram a natureza interconectada das missões científicas da NASA que estão nos aproximando de responder se estamos realmente sozinhos ou não."

O trabalho de pesquisadores com a missão Cassini, publicado na revista Science, indica que o gás hidrogênio, que potencialmente poderia fornecer uma fonte de energia química para a vida, está sendo despejado no oceano subterrâneo de Enceladus a partir da atividade hidrotermal no fundo do mar.

A presença de hidrogênio amplo no oceano daquela lua significa que os micróbios - se existirem - poderiam usá-lo para obter energia, combinando o hidrogênio com dióxido de carbono dissolvido na água. Esta reação química, conhecida como "metanogênese", porque produz metano como um subproduto, está na raiz da árvore da vida na Terra, e poderia até ter sido crítica para a origem da vida em nosso planeta.

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS