Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Planejamento

Brasileiros podem escolher diretrizes para plano sobre Internet das Coisas

Até o dia 14 de abril está aberta consulta pública sobre aspirações do País para a área

Stock Xchng
Uma concepção artística da Internet das Coisas
Uma nova consulta pública sobre o Plano Nacional de Internet das Coisas recebe sugestões até a próxima sexta-feira (14/4). Nessa nova etapa, os participantes poderão colaborar para a elaboração de uma frase que sintetize a aspiração do Brasil com base nos principais assuntos levantados durante as discussões sobre o plano.

Os participantes deverão elencar, em ordem de importância, as cinco principais diretrizes para a elaboração do plano: cadeia produtiva; competitividade; desafios locais; inclusão social; e sociedade conectada e empoderada.A consulta pode ser acessada neste link.

As sugestões serão recebidas pelo consórcio que está desenvolvendo o estudo para o Plano Nacional de IoT (em inglês, Internet of Things), solicitado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O ministério já realizou uma consulta pública este ano para colher sugestões para o plano e também está ouvindo investidores e pesquisadores internacionais sobre o assunto. A previsão é que o plano fique pronto em setembro.

A Internet das Coisas (Internet of Things - IoT) é a a rede de objetos que se comunicam e interagem de forma autônoma, via Internet. Estima-se que já existam mais de 15 bilhões de dispositivos conectados à IoT em todo o mundo, incluindo smartphones e computadores. A previsão é que, em 2025, seja atingida a marca de 35 bilhões de dispositivos.

As aplicações são diversas e incluem desde o monitoramento de saúde e o controle de automação industrial até o uso de dispositivos pessoais conectados. Com a IoT é possível, por exemplo, monitorar e gerenciar operações a centenas de quilômetros de distância, rastrear bens ou detectar mudanças na pressão sanguínea de um diabético.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS