Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Podcast Mente Viva

As deturpações do conceito de feminismo e por que precisamos do movimento

Jornalista Raquel Reckziegel conversa com a pesquisadora Márcia Bernardes e a editora do site do Jornal NH Micheli Aguiar

A cada três brasileiras com mais de 16 anos, uma foi espancada, xingada, ameaçada, agarrada, perseguida, esfaqueada, empurrada ou chutada nos últimos 12 meses. As agressões são mais frequentes entre mulheres de 16 a 24 anos. Mais da metade que sofreu com a violência não denunciou. 

Os dados são de uma pesquisa da Datafolha divulgada ontem, Dia da Mulher. A legislação brasileira já melhorou para equalizar os direitos de mulheres e homens. Mesmo assim, ainda precisamos avançar na execução das leis e, também, em pontos mais sutis. Dentro de casa, por exemplo.

Por isso, mais do que lutar contra a violência e o assédio, o feminismo busca a igualdade entre os gêneros. Busca dar à mulher a consciência de que ela tem o poder da escolha. 

A jornalista Raquel Reckziegel conversa com a pesquisadora Márcia Bernardes e a editora do site do Jornal NH Micheli Aguiar sobre a deturpação do conceito de feminismo e por que precisamos dele. Ao longo do podcast, também é possível conferir trechos de uma entrevista feita com a pesquisadora e professora da Unisinos Soraia Schutel. 

Confira o podcast completo (para fazer o download, basta clicar na flecha ao lado do player de áudio): 

Apresentação e edição: Raquel Reckziegel

Trilha sonora: Survivor | versão de Clarice Falcão

Inserts: Vídeos "#GirlPowerCH - Jout Jout rebate comentários anti-feministas", "Emma Watson- Feminism is not a stick with which to beat other women with", "Feminismo e Crowdfunding - Clara Averbuck" e "'Lendo comentários machistas na internet' com Clara Averbuck - Feminista ouve cada uma #1"


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS