Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Tornado

Mobilização para reconstruir São Chico

Uma semana depois do tornado que devastou cidade, moradores se unem por um recomeço

Ilton Müller/GES-ESPECIAL/
No final de semana mais pessoas se solidarizam nas obras
Passada uma semana do tornado que atingiu mais de 1,6 mil pessoas em São Francisco de Paula, o cenário de destruição na cidade começa a ser substituído por cenas de esperança e solidariedade. Com o dia ensolarado, a movimentação na cidade ontem foi intensa. Voluntários recebem e fazem a distribuição de doações às famílias e, nas residências, a comunidade se une para reconstruir suas casas ou abrigos temporários. Este é o caso do casal Maurício Nunes, 30 anos, e Micaeli de Melo, 27. Com a casa e os móveis destruídos pelo fenômeno, eles passaram a semana trabalhando na construção de uma casa de madeira aos fundos da residência atingida, que é financiada pela Caixa e aguarda avaliação do seguro.

No dia da tragédia o casal e os dois filhos, de sete e seis anos, se abrigaram no banheiro na tentativa de escapar da ventania. “Foi questão de 12 segundos pra destruir tudo, mas pareceu uma eternidade”, relembra Micaeli. A mãe conta ainda que os filhos estão bastante chocados com o ocorrido. A família está abrigada na casa da mãe de Maurício, que não foi afetada em São Chico. Maurício trabalha em Gramado e foi dispensado do serviço para dedica-se integralmente na reconstrução da casa. “Ainda não foi possível calcular o prejuízo total, mas é uma vida inteira de trabalho que vai por água abaixo. Mas a gente dá graças a Deus que está vivo e vamos construir tudo de novo”, desabafa.


Mãos à obra

Ilton Müller/GES-ESPECIAL/
Construtor Adecir da Luz ajuda como voluntário
Neste final de semana, cerca de 10 homens, entre familiares, amigos e voluntários, trabalham na reconstrução da casa da família Nunes. Adecir da Luz, 42 anos, é construtor na cidade de São Marcos e veio para São Chico ajudar com a mão-de-obra. “Logo que vi no noticiário o que tinha acontecido, decidi que viria ajudar”, conta.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS