Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Pendências

Secretaria de Saúde trabalha para normalizar serviços em Gramado

Cerca de 4 mil pacientes aguardam por consultas e exames
Divulgação
João Teixeira é o secretário da pasta
Um diagnóstico na Saúde municipal apontou que serviços como consultas de especialidades, exames e o atendimento ao público sofreram redução desde outubro do ano passado. O prefeito Fedoca Bertolucci e o secretário da pasta João Teixeira concentram esforços para regularizar o atendimento na área.
De acordo com o Teixeira, o resultado do diagnóstico mostrou o aumento da fila de espera que, somando todos os serviços, ultrapassa a quatro mil pessoas aguardando atendimento. A maior demanda é na consulta por especialidades, que acumula 1946 pacientes. Os maiores casos são de ortopedia 528 pacientes e fisioterapia 291 pessoas.
Em seguida, vem a fila de exames, com 1806 pacientes na espera. Por fim, aparecem as demandas por próteses dentárias, com 239 pessoas na espera e internações hospitalares 122 pessoas.
A gradativa redução, nos últimos meses, do quadro de profissionais terceirizados – contratados via convênio com a ACM Região das Hortênsias e Mosaico, segundo o secretário também interferiu no atendimento ao público, como o da farmácia do posto de saúde do bairro Várzea Grande, suspenso em dezembro do ano passado e retomado somente agora, em 2 de janeiro deste ano.“Por enquanto, o horário de atendimento da farmácia na Várzea foi ampliado para seis horas e assim progressivamente, até 12h”, explicou o secretário João Teixeira.
Medicamentos
João Teixeira afirma que a disponibilidade de medicamentos também é outro serviço que será normalizado. Segundo a análise, dos 160 tipos de remédios fornecidos pela Secretaria da Saúde, 15 estão em falta, incluindo antibióticos e antidepressivos. O processo licitatório para a compra destes medicamentos já está em andamento. 
Já para a retomada plena das consultas e exames e do atendimento nos postos, a prefeitura vem trabalhando na renovação de convênios. “A doença não marca hora e o paciente tem que ser acolhido. Nossa prioridade agora é normalizar os serviços e humanizar o atendimento. É nosso dever respeitar o direito do cidadão que paga impostos e ofertar serviços de saúde de qualidade”, garantiu o secretário.
João Teixeira ainda agradeceu os profissionais da prefeitura que, nos últimos meses, dedicaram-se para atender a comunidade. “Eles trabalharam muito nesse período para manter o melhor atendimento possível mesmo em meio à redução de serviços”, elogiou o secretário.
Horário de atendimento das farmácias
- Farmácia do posto de saúde do bairro Várzea Grande: Novo horário desde 9 de janeiro: 7h30 às 13h30
- Farmácia do Centro Municipal de Saúde: 8h15 às 20h

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS