Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Emílio Leobet, 1559, sala 21 - Bairro Avenida Central - Gramado/RS - CEP: 95670-000
Fones: (54) 3286.1666 - Fax: (54) 3286.4015

PUBLICIDADE
Estupro de vulnerável

Polícia investiga possível abuso sexual em creche de Gramado

A vítima é uma menina de três anos
A Polícia Civil de Gramado instaurou inquérito para apurar queixa sobre um possível estupro de vulnerável. O caso teria ocorrido em uma escola de educação infantil na rede municipal de ensino envolvendo um monitor de educação e tendo como vítima uma menina de três anos de idade. Após ter sido buscada no educandário, a criança reclamou para os pais que estava com dores nas costas e no período da noite voltou a falar que sentia dores nas costas. O pai da criança informou que em um vídeo caseiro, produzido pela família, a menina fala que foi molestada na escola.
Ele também destaca que a diretora do estabelecimento de ensino assistiu a gravação e que câmeras de vigilância eletrônica no interior da creche registraram o suspeito utilizando um pano para supostamente encobrir o abuso sexual contra a criança. Conforme o delegado Gustavo Barcellos, a menina foi submetida a exames físicos, avaliação psicoinfantil e sexologia forense no Departamento Médico Legal (DML), em Porto Alegre. A mãe da vítima já prestou depoimento na Delegacia de Polícia. “Estamos apurando os fatos, temos que ter muito cuidado para esclarecer esta situação”, comenta Barcellos. “Vou aguardar o resultado dos exames para ter uma convicção formada a respeito do caso”, acrescentou o delegado.
Suspeito foi afastado
Quanto ao eventual abuso sexual sofrido pela criança dentro das dependências da creche, a assessoria de imprensa da Prefeitura informou que o monitor suspeito de cometer a violência sexual foi afastado das suas funções na escola de educação infantil até a conclusão das investigações policiais. A Secretaria de Administração instaurou um Processo Administrativo Disciplinar para apurar os fatos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS